Novo Minas Consciente deve ser apresentado na próxima quarta-feira

0
Secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico afirmou que centenas de propostas foram recebidas

O programa de retomada gradual da economia desenvolvido pelo Governo de Minas Gerais, o Minas Consciente, passará por uma reformulação e deve ter o novo formato apresentado na próxima quarta-feira (29). A informação foi dada pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico do Estado, Fernando Passalio, em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (23).

As alterações serão feitas com base nas sugestões recebidas em uma consulta pública aberta pelo Estado e encerrada na noite dessa quarta-feira (22). Segundo Passalio, houve ampla participação e centenas de sugestões foram recebidas de diversos setores da sociedade.

Agora, as propostas serão analisadas para, conforme o secretário adjunto, criar um novo Minas Consciente. “Novo, mas sem perder sua essência, que teve sucesso no combate à pandemia em todas as macrorregiões onde a adesão dos municípios foi expressiva”, declarou.

Uma das alterações mais pedidas, segundo o que já foi visto das propostas, foi a do modelo de agrupamento dos municípios. No plano atual, as fases de retomada são elaboradas com base na macrorregião, e o pedido de alguns setores, segundo Passalio, é de ampliar o detalhamento e fazer a análise com porções menores de municípios.

O secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, também esteve na coletiva e reiterou a importância do Minas Consciente e de sua reformulação neste momento. “Essa revisão já acontecia há um bom tempo, avaliando as dificuldades, limitações e acertos. Agora a consulta pública vai nos permitir trazer uma nova versão do Minas Consciente, que será mais adaptada, qualificada e duradoura, uma vez que o vírus estará entre nós por um bom tempo”, avaliou.

Atualmente, 264 municípios mineiros estão inseridos no plano e a adesão tem sido intensa nos últimos dias, segundo revelou Passalio. A expectativa do Estado é que o número aumente ainda mais devido à decisão judicial que determina que os municípios só possam retomar atividades econômicas seguindo o Minas Consciente.

Avanço nas ondas

A região Leste do Sul foi autorizada nesta quinta-feira a avançar para a Onda Amarela do plano, que abre uma nova gama de estabelecimentos com funcionamento permitido. Poderão reabrir salões de beleza, lojas de roupas, calçados, livrarias, papelarias, entre outros serviços. A macrorregião se torna, assim, a terceira a avançar para a Onda Amarela, ao lado das regiões Norte e Sul do Estado.

Já o Triângulo do Sul, cujo município referência é Uberaba, foi autorizado a avançar para a onda Branca, a primeira fase de reaberturas de serviços considerados não-essenciais. A partir deste sábado, as cidades integrantes da região que aderiram ao Minas Consciente poderão abrir autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas. Também na onda Branca estão as regiões Noroeste, Centro-sul e Sudeste.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui