Pré-candidato a prefeito de Manga quer construir ‘maior piscina do mundo’

0
Foto aérea da cidade de Manga

O pré-candidato a prefeito de Manga, no Norte de Minas Gerais, Adailton Silva (Republicanos), tem como uma das propostas de campanha construir a “maior piscina do mundo” na cidade. 

A ideia dele é retirar a água de uma lagoa artificial com 200 metros de comprimento às margens do rio São Francisco, concretar as laterais e o fundo do terreno e depois “forrar” o piso com 300 caminhões de areia de praia, além de construir uma fonte luminosa de 12 metros de altura no centro da piscina. O projeto inclui ainda a construção de dez bares, uma ciclovia e também uma pista exclusiva para caminhada no entorno da piscina.

“Por que que tem que concretar? Porque ali já caiu muito esgoto, então o solo, a terra ali está contaminada de bactérias e coliformes fecais. Então ao retirar aquela água todinha e jogar fora, concretar ela, retirando aquelas ilhas, vai virar a maior piscina do mundo. Você vai ver como é lindo o projeto”, disse o pré-candidato em entrevista à rádio Manga FM.

“Imagina você tomando uma cervejinha nos dez bares ao lado, comendo uma porção de peixe, um espetinho, e tomando um banho em uma piscina. A maior piscina do mundo vai ser ali. Vou fazer a piscina a céu aberto”, completou.

Segundo Adailton Silva, a obra custaria R$ 6 milhões e seria realizada com recursos do próprio município, que, de acordo com ele, estão disponíveis. “Eu tenho três (milhões de reais) de saldo positivo (em caixa). Vou gastar R$ 6 milhões. Eu posso gastar R$ 300 mil por mês até chegar o término”, explicou, prometendo entregar a nova piscina em 18 meses.

O site da Prefeitura de Manga está fora do ar. De acordo com dados enviados pela administração municipal ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), a cidade arrecadou R$ 47,8 milhões em 2019 e gastou R$ 44,4 milhões, um saldo de R$ 3,4 milhões.

Ainda de acordo com os dados do TCE-MG, o orçamento de R$ 6 milhões previsto por Adailton Silva para a “maior piscina do mundo” é superior aos R$ 5,4 milhões gastos pela Prefeitura de Manga na saúde durante todo o ano de 2019. O valor da obra chega perto também da despesa com educação: a cidade gastou R$ 7,1 milhões na área no ano passado.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Manga é a cidade com maior taxa de mortalidade infantil entre as dezesseis cidades da microrregião de Januária: a cada 1000 bebês nascidos vivos, 28,94 morrem antes de completar um ano de idade. Na comparação com os 853 municípios do Estado, a cidade ocupa a 94º posição.

Na educação pública, a cidade é a 805º colocada entre os municípios mineiros no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais do ensino fundamental. A colocação piora quando o Ideb é medido nos anos finais do ensino fundamental: Manga fica na posição 838 de 853 possíveis. Os dados do IBGE são de 2017.

Questionado sobre suas prioridades para a cidade, Adailton Silva disse que seu programa de governo “não é complexo, é amplo”.

“Todas essas coisas que eu disse são possíveis de fazer. Eu falei de infraestrutura, mobilidade urbana, asfaltar as ruas, eu falei de obras, falei de entretenimento e lazer, que é a maior lagoa do mundo, falei da saúde, que vamos investir em prevenção, e falei da educação”, afirmou.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Adailton Ribeiro tentou ser prefeito de Manga em 2008, mas acabou derrotado. Ele se candidatou a vereador em 2012 e 2016, mas também não foi eleito. Ele ficou como suplente nas duas ocasiões.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui