Homem é preso em Juiz de Fora suspeito de integrar associação criminosa especializada em furtos a joalherias

0
Homem é preso com joias e pedras preciosas estimadas em meio milhão em rodovia de Jaú — Foto: Polícia Rodoviária/Divulgação

A Polícia Civil prendeu um homem, de 47 anos, em Juiz de Fora, suspeito de integrar uma associação criminosa especializada em furtos a joalherias. Ao todo, cinco pessoas foram presas durante a segunda etapa da Operação “Midas”. As diligências também ocorreram em Presidente Prudente (SP) e Araxá (MG).

No dia 29 de março, o grupo furtou um estabelecimento comercial em Dracena (SP). Na ocasião, vários indivíduos invadiram uma relojoaria e subtraíram várias peças de ouro, como pulseiras, anéis e correntes. O valor estimado dos produtos é de aproximadamente R$ 500 mil.

De acordo com a corporação, as investigações se iniciaram após o roubo e contou com técnicas de inteligência e compartilhamento de informações durante cerca de quatro meses.

Prisões

Foram presos em Presidente Prudente um homem e uma mulher. Já em Araxá, um casal foi detido. As prisões ocorreram nesta segunda-feira (3).

Em Juiz de Fora, o mandado de prisão foi cumprido, nesta terça-feira (4), pelo delegado Samuel Neri, titular do Núcleo de Acervo Cartorário. Também participaram os policiais da 1° e 7° delegacias regionais da cidade.

Operação ‘Midas’

A primeira etapa da Operação “Midas” foi realizada contra suspeitos de integrarem uma associação criminosa especializada que praticou um furto em uma relojoaria, em Dracena.

Durante a investigação, foram identificadas seis pessoas, sendo quatro homens e duas mulheres, suspeitas de integrarem a quadrilha.

As joias foram apreendidas no município de Jaú (SP) e restituídas à vítima dias após a prática criminosa, sendo preso na ocasião um receptador.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui