MG tem aumento de 40,5% em registros de mortes por Covid-19 nos últimos 14 dias

0

Nas últimas duas semanas, Minas Gerais registrou aumento de 40,5% nas mortes causadas pelo coronavírus. Foram 1.175 registros entre o último 30 de julho e esta quarta-feira (12), segundo dados diários divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). No período, o total de óbitos foi de 2.692 a 3.783 e, em média, 84 mortes foram confirmadas por dia. 

Os números representam aumento de 37,3% na quantidade de mortes por Covid-19 em relação às duas semanas imediatamente anteriores, quando houve 856 óbitos registrados em 14 dias. Em relação à média diária de fatalidades, o crescimento foi de 37,7%. Entre os dias 15 e 29 de julho, a média de óbitos confirmados por dia era de 61 em Minas.

O número de pessoas infectadas pelo coronavírus no Estado saltou de 123.415 no último dia 30 para 160.485 nesta quarta-feira. Foram 37.070 novos casos confirmados da doença no período. Em média, houve 2935 diagnósticos diários notificados nos últimos 14 dias.

Nesta quarta, Minas Gerais bateu o recorde de registo de mortes por coronavírus em 24 horas, com 170 óbitos. Apesar disso – e do aumento nos números da pandemia nas últimas semanas – o secretário da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, defendeu, em coletiva às 12h30, que a situação do Estado tende à estabilidade. 

“O número de óbitos é espaçado ao longo dos dias anteriores. Chegamos a ter óbito que hoje foi confirmado que aconteceu no dia 20 de junho. Isso tem sido uma rotina. Dependendo do dia, nós temos uma aglomeração, um número maior de óbitos confirmados, porque chega um número maior de óbitos confirmados. E, normalmente, no final de semana nós temos a queda desses óbitos. Então é de se explicar que nos dias de semana tenhamos picos de óbitos”, analisa.

Os dados da pasta, explicou o secretário, dão conta de que a taxa de transmissão do coronavírus em Minas é de 0,93 nesta quarta e vem caindo nesta semana. “O RT-PCR que nós temos no Estado de Minas, ontem, era 0,93; anteontem, 0,97; e no dia 9 de agosto 0,95. Isso para nós sugere que, de uma forma geral, o RT, quando está menor do que 1, começa a sinalizar que há uma tendência à queda”, concluiu.

Mudança na base de dados elevou número, alega Saúde

Na última semana, a SES mudou a forma como conta os óbitos causados pelo coronavírus no Estado. Antes, a pasta usava uma base de dados própria para confirmar as mortes e, agora, utiliza o sistema “Sivep-Gripe”, do governo Federal. A mudança permite, conforme explicou a secretaria, diminuir o atraso na contagem de dez dias, como estava ocorrendo, para três. 

“Anteriormente, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) havia desenvolvido um sistema próprio para confirmar os óbitos por Covid-19, processo rotineiro da vigilância epidemiológica, e para conferir mais rapidez na atualização dos números, já que no sistema antigo, as atualizações levavam até 72 horas. No entanto, a situação da Covid já está estabelecida no estado, os conceitos mais detalhados, e os profissionais mais preparados para realizar o diagnóstico, levando a SES-MG a adotar a base de dados do governo federal”, diz uma nota divulgada à época. 

A pasta esclareceu que, devido aos atrasos, havia uma média de “100 óbitos a menos no sistema” próprio da SES em relação ao sistema oficial do Ministério da Saúde. 

Em média, 247 pessoas são internadas por dia em Minas por Covid-10

Entre 30 de julho e 12 de agosto, 247 pessoas foram internadas por dia em Minas Gerais, em média, devido às complicações da Covid-19. O número de pessoas hospitalizadas no Estado, tanto na rede pública quanto na privada, no período chegou a 17.319 nesta quarta, ante 13.867 no final de julho. 

A taxa de pessoas internadas neste ano por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) – condição que pode ou não ser causada pelo coronavírus – em relação ao mesmo período de 2019 saltou 137 pontos percentuais nas últimas duas semanas e atingiu o maior nível nesta quarta, de 1.306%. Em 30 de julho, o número era de 1.169%. 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui