Padre deseja a morte a fiéis que não vão à missa com medo da Covid-19

0

Durante a realização de uma missa no último domingo (23), o padre Antônio Firmino, da Paróquia de São João Batista, em Visconde do Rio Branco, na região da Zona da Mata, proferiu uma fala polêmica. O pároco fez uma referência aos fiéis que estão deixando de ir à igreja por conta da pandemia deo coronavírus. 

Ele disse que os católicos que optaram ir à casa de Deus apenas após a disponibilização de uma vacina contra a doença deveriam morrer. A fala foi registrada em uma transmissão ao vivo feita pela própria igreja, por meio das redes sociais.

“A gente vai vendo quem realmente ama a eucaristia. Porque tem alguns católicos, é engraçado, que têm saúde, têm tudo e dizem: ‘Eu só vou na igreja, quando tiver a vacina’. Tomara que não apareça vacina para essas pessoas, né? Ou que morram antes da vacina chegar, não é? Porque tem pessoas que não têm problema nenhum. Não estão em grupo de risco, mas significa que não tem fé nenhuma essas pessoas”, afirmou o padre. 

Veja o vídeo:

A Diocese de Leopoldina explicou que o posicionamento sobre a fala do padre seria feito pela própria Paróquia de São João Batista, em Visconde do Rio Branco. A igreja informou que vai publicar uma nota sobre o ocorrido nas redes sociais ainda nesta terça-feira (25). 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui