Suspeito de matar jovem a tiros no Bairro Santa Lúcia é preso em Divinópolis

0
Homicídio foi no Bairro Santa Lúcia em Divinópolis — Foto: Marcela Mesquita/G1

Um rapaz de 19 anos foi preso por suspeita de ter matado uma jovem a tiros, na casa dela, no Bairro Santa Lúcia, em Divinópolis, na manhã desta quarta-feira (5).

Segundo a Polícia Militar (PM), a prisão ocorreu no mesmo dia do crime e o rapaz, segundo apurações, é ex-namorado da vítima. A motivação não foi informada e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Durante as buscas após o registro do homicídio, os militares receberam informações de que o rapaz estaria escondido em uma mata no Bairro São Sebastião.

Os policiais foram ao local, fizeram o cerco e encontraram o suspeito. Ele tentou fugir, mas foi perseguido e preso. Ele foi encaminhado à delegacia onde prestou depoimento.

Investigação

Segundo a Polícia Civil, houve a ratificação da prisão em flagrante e o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional. De acordo com a polícia, no depoimento, ele nega que tenha cometido o crime e disse que foi com a vítima à residência na terça-feira (4), um dia antes do crime, e deixou no local por volta de 22h.

No depoimento, o suspeito afirmou que no dia do crime, saiu da casa dele por volta das 9h, mas que voltou meia hora depois quando viu intenso policiamento na porta da casa dele. Ele disse que ficou medo e fugiu, pois sabia que a jovem tinha sido assassinada.

Ele disse que não namorava com ela, mas que tinha saído com ela algumas vezes. A mãe da vítima, no entanto, afirmou que, no dia anterior ao crime, a jovem tinha lhe dito que estava namorando com o suspeito.

Mesmo assim, a polícia o considera como o principal suspeito do crime. A investigação ficará a cargo da delegada Maria Gorete Rios que aguarda a conclusão do trabalho da perícia. O inquérito policial foi instaurado e nos próximos dias outras testemunhas serão ouvidas.

O caso

A ocorrência foi na Rua José Penha Laine, esquina com Rua Manoel Pires. O autor entrou pelo portão principal e pulou a janela de um dos cômodos. Em seguida, foi até o quarto da vítima que estava dormindo com uma criança de 7 anos, e disparou oito vezes na direção dela. Também estavam na casa a mãe e o padrasto da vítima.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada. Ao chegar no local, a equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA) encontrou a vítima inconsciente e em parada cardiorrespiratória. A equipe identificou nove perfurações causadas pelos tiros.

A perícia da Polícia Civil foi chamada e fez os trabalhos de rotina. Em seguida, o corpo foi liberado para a família. A PM informou que a vítima tinha registros de passagens policiais por lesão corporal e receptação.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui