Wagner Pires tem embargo rejeitado em ação de R$6,8 milhões movida pelo Cruzeiro

0

O ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, teve os embargos de declaração rejeitados pelo desembargador Marco Aurélio Ferenze. O ex-mandatário celeste tentava derrubar o agravo do Cruzeiro, que conseguiu o bloqueio de R$ 6,8 milhões do patrimônio dele e do ex-vice-presidente de futebol, Itair Machado.

O desembargador Ferenze concluiu no relatório que as argumentações de Wagner Pires de Sá tiveram o objetivo de rediscutir a liminar que deferiu – por meio de agravo de instrumento – o pedido do Cruzeiro em ter os R$ 6,8 milhões penhorados das contas do ex-presidente e do ex-vice-presidente Itair Machado. 

Para o bloqueio dos R$ 6,8 milhões das contas dos ex-dirigentes, o Cruzeiro conseguiu o parecer positivo da Justiça através do agravo de instrumento, mas, após a decisão, a Justiça não encontrou nenhum valor em contas bancárias de titularidade de Wagner Pires de Sá e Itair Machado.

O ex-presidente cruzeirense chegou a alegar, no embargo de declaração indeferido, que o pedido do Cruzeiro em reaver os R$ 6,8 milhões por meio de bloqueio de bens, criaria sua insolvência financeira.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui