Estelionatários aplicam golpe em Paracatu e são presos horas depois em João Pinheiro

0

Quatro pessoas foram presas na tarde da última segunda-feira (28) em João Pinheiro depois de terem aplicado um golpe em uma mulher de 20 anos em Paracatu. Após diligências junto ao pedágio, os militares descobriram que os suspeitos seguiram pela BR – 040 depois de praticarem o crime e a polícia de João Pinheiro realizou as prisões. Informações extraoficiais apontam que outras vítimas, inclusive de João Pinheiro, reconheceram os autores.

O crime aconteceu por volta das 15 horas de segunda-feira, no Centro de Paracatu. A vítima, uma mulher de 20 anos, contou que sacou uma quantia em dinheiro em uma agência bancária e seguiu a pé pela calçada, até que um homem que seguia a sua frente deixou sua carteira cair. Ela, então, prontamente o alertou, pegou a carteira e entregou para o meliante.

O indivíduo convenceu a mulher de que ele estava grato pela ação e disse que iria recompensá-la. Ele, então, solicitou a ela que o seguisse até a Rua Olhos D’Agua, onde uma mulher os aguardava. A comparsa entregou R$ 100,00 (cem reais) para a vítima. Neste momento, a mulher e o homem convenceram a vítima a entregar sua bolsa para eles até que o suspeito buscasse outra recompensa.

A vítima acabou entregando a bolsa e a mulher e o homem fugiram.

Resposta rápida e eficaz da Polícia Militar

A vítima acionou a Polícia Militar imediatamente. Chegando ao local, os policiais conseguiram levantar imagens dos suspeitos e também do veículo que estavam. De posse das informações, os militares fizeram contato com o Pedágio Lagoa Grande e confirmaram que o carro dos suspeitos havia passado lá seguindo para João Pinheiro.

Imediatamente, a Polícia Militar de João Pinheiro foi comunicada e o cerco foi montado na BR – 040 para pegar os estelionatários e a abordagem foi um sucesso. Quatro pessoas ocupavam o carro, sendo duas mulheres, de 21 e 64 anos, e dois homens, de 25 e 51 anos.

Com eles, os policiais localizaram todos os pertences da vítima, máquinas e cartões de crédito, além do dinheiro que havia sido sacado momentos antes, o qual, inclusive, já havia sido dividido entre os quatro suspeitos. Os autores confessaram o crime, foram presos e conduzidos à presença da autoridade policial.

O JP Agora teve acesso a informações extraoficiais que apontam que os estelionatários foram reconhecidos por outras vítimas, inclusive de João Pinheiro. Uma delas teria sido vítima do mesmo golpe no final de julho.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui