Integrante de torcida organizada do Cruzeiro morre após ser baleado em Sabará

0
Tiros foram disparados na altura do número 82 na rua Tiradentes, no bairro Itacolomi, em Sabará

Não bastasse a má fase dentro de campo, nos tribunais, o Cruzeiro também coleciona maus resultados, Dessa vez, o clube foi condenado a pagar R$ 400 mil ao ex-goleiro e ídolo do clube, Raul Plassmann.

Raul trabalhava no marketing da Raposa até o começo deste ano, quando foi demitido. Na sequência, Raul Plassmann processou o Cruzeiro na Justiça do Trabalho. A decisão publicada na última segunda-feira (7) foi em primeira instância e o clube celeste poderá recorrer.

O juiz André Vitor Araújo Chaves, da 20ª Vara do Trabalho em Belo Horizonte, julgou procedentes os pedidos de Raul Plassmann, que pleiteava salários atrasados de novembro e dezembro de 2019, aviso prévio, diferença de 13º salário, férias, depósitos de FGTS e 40% do FGTS, além de multas.

Raul Plassmann trabalhava no clube desde 2011. No início do ano, ele foi demitido sob a justificativa de que recebia um alto salário para exercer a função de embaixador no departamento de marketing do Cruzeiro.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui