Mulher grávida se joga no mar para salvar marido do ataque de tubarão

0
Andrew e Margot

Uma mulher, grávida saltou em pleno mar para salvar seu marido que acabara de ser mordido por um tubarão de grande porte em Sombrero Beach, na Flórida, nos Estados Unidos, no último domingo (20). A heroína ainda conseguiu salvá-lo apesar das perfurações no ombro, que o obrigou a ser hospitalizado em estado grave.

Tudo começou quando Andrew Charles Eddy, de 30 anos, entrou no mar para para explorar os corais da região. Porém, logo depois, Margot Dukes Eddy viu um tubarão atacar seu amado, enquanto o sangue se espalhava pelas águas salgadas da região.

Sem pensar duas vezes, Margot se jogou no mar e conseguiu resgatar Andrew, levando-o de volta ao barco em que estavam, juntamente com familiares.

Testemunhas disseram que deveria se tratar de um tubarão-touro, de cerca de 3 metros de comprimento, uma das espécies mais agressivas da região. Cientistas dizem que esse tipo de animal consegue ter uma mordida mais feroz que a de um grande tubarão branco.

“Margot viu a barbatana e o sangue se espalhando pela água. Sem hesitação, ela se jogou na água e conseguiu levar Andrew em segurança até o barco”, escreveu em relatório o vice-xerife do condado de Monfroe, de acordo com o “Miami Herald”.

Após salvá-lo, os ocupantes do barco levaram o ferido até a costa, onde uma equipe de paramédicos que aguardava Andrew, que estava ferido gravemente em um dos ombros. Ele foi levado de helicóptero a um hospital em Miami em situação crítica.

Na quinta-feira (24), Margot postou mensagem no Facebook afirmando que o marido está com quadro estável e que, segundo os médicos, ele vai se recuperar totalmdente do ataque.

“Andrew está a caminho de uma recuperação total, e estamos extremamente gratos por a gravidade dos seus ferimentos não ter tirado a sua vida. Sempre admirei a forma como meu marido enfrenta ferozmente desafios, e esta circunstância não é diferente. A prioridade da nossa família neste momento é o progresso, a proteção e a paz para o Andrew, para mim e para a nossa filha que ainda não nasceu. O Andrew vai usar o seu braço ferido para segurar a sua bebê em apenas seis semanas, e isso é um milagre”, escreveu ela.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui