Prefeitura de Belo Horizonte veta torcida de futebol em estádios da capital

0

Apesar da CBF prever, para outubro, o retorno do público aos estádios de futebol, após seu estudo ser aprovado pelo Ministério da Saúde, a decisão cabe ao gestor local, levando em conta fatores como variação da curva epidemiológica, taxa de ocupação de leitos clínicos e leitos de UTI e a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde local e regional. A informação foi obtida nesta terça-feira pela reportagem do Super.FC.

Em se tratando de Belo Horizonte, é possível que a autorização para os jogos da Sèrie A tenha pouco efeito. “A Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê de Enfrentamento à Covid, neste momento, não autorizam o retorno das torcidas aos estádios em Belo Horizonte. A Secretaria não recebeu qualquer notificação ou comunicado a este respeito e reafirma que essa decisão cabe ao município”, informa a entidade por meio de nota. 

A ideia da CBF, que visa a liberação de forma uniforme em todo país, é que os jogos aconteçam com 30% da capacidade dos estádios. A única exigência é que cada localidade adote a sua política sanitária e um protocolo de saúde. 

“A abertura deverá ocorrer mediante protocolos que devem ser estabelecidos com o objetivo principal de zelar pela saúde física e mental, assim como o bem-estar de todos. As medidas de segurança serão determinadas localmente entre os times de futebol e a administração local, envolvendo os setores de segurança pública, saúde e outros necessários para sua implementação e fiscalização”, informa o Ministério da Saúde. 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui