UFMG é a melhor federal do país; PUC e Unifei estão entre as de maior impacto

0

Em um período no qual a ciência vem sendo duramente atacada em todas as suas facetas, uma notícia surge como alento: Segundo levantamento recentemente divulgado pela revista britânica Times Higher Education (THE), o Brasil tornou-se o sexto país com maior número de instituições bem avaliadas no mundo. Com 52 universidades presentes no ranking  – seis a mais em relação ao último levantamento –, o país fica à frente de Espanha, Itália, Canadá e Alemanha, por exemplo. Entre elas, oito são mineiras. 

São elas: a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);a Universidade Federal de Itajubá (Unifei), a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a Universidade Federal de Lavras (UFLA), a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), a Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Dessas, a UFJF e a UFU são estreantes no ranking, que é desenvolvido há mais de uma década.

Melhor ranqueada entre as mineiras, a UFMG é, também, a instituição federal de maior destaque do país, ocupando a faixa entre as 401-600 melhores universidades do planeta (após o 200º lugar, as instituições são classificadas em faixas).

A instituição mineira só aparece atrás de Universidade de São Paulo e a Universidade de Campinas – ambas estaduais – entre as melhores do Brasil, que estão, respectivamente, no primeiro e segundo posto. Na faixa geral, a USP está na faixa de 201-250 instituições com mais destaque, enquanto a Unicamp fica entre 401-500.

Para avaliar as instituições, a revista considerou, entre diversos fatores, o número de citações de pesquisa, o grau de titulação dos professores, a transferência de conhecimento para a sociedade e o nível de internacionalização.

A reportagem tentou contato com a UFMG, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

RANKING GLOBAL

O ranking deste ano, divulgado na última quarta-feira (2), reúne informações de 1.527 universidades, de 93 países. Os Estados Unidos lideram a lista, com 181 instituições; em seguida vêm Japão (116), Reino Unido (101), China (91) e Índia (63).

Quando assunto são as 10 melhores, Reino Unido e Estados Unidos dominam o ranking. A terra da rainha tem apenas duas no Top 10, mas a mais bem avaliada é a britânica Universidade de Oxford, que lidera um dos estudos mais promissores de vacina contra o novo coronavírus (Covid-19). Os norte-americanos têm oito no recorte, sendo Stanford a mais bem avaliada, no segundo posto.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui