Consulte quantas parcelas do auxílio de R$ 300 você vai receber

0

O Governo Federal liberou o calendário das parcelas do auxílio emergencial de R$ 300, os pagamentos serão depositados de forma automática, não sendo necessário nenhuma nova solicitação. Entretanto um dos pontos de maior atenção é relacionado ao número de parcelas que o cidadão terá direito, tendo em vista que nem todo cidadão terá direito as quatro parcelas menores de R$ 300.

Essa situação acaba acontecendo não porque o beneficiário deixará de atender as exigências, mas sim porque o período de pagamento do auxílio emergencial só pode acontecer enquanto durar o período de calamidade pública devido a pandemia do novo coronavírus, período esse que se encerra no dia 31 de dezembro de 2020.

Com isso, somente os beneficiários que receberam a primeira parcela de R$ 600 conseguirão ter acesso as parcelas residuais de R$ 300. Quem começou a receber em maio terá direito então a três parcelas.

Entenda quantas parcelas você vai receber:

 
  • Os beneficiários aprovados em abril para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão quatro parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 ainda em setembro, tendo direito a parcela de setembro, outubro, novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em maio para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão três parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em outubro, tendo direito a parcela de outubro, novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em junho para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão duas parcelas de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em novembro, tendo direito a parcela de novembro e dezembro.
  • Os beneficiários aprovados em julho para receber a primeira parcela de R$ 600, receberão apenas uma parcela de R$ 300, isso porque começam a receber a primeira parcela de R$ 300 em dezembro, tendo direito somente a parcela de dezembro.

O cidadão que passou a ter vínculo empregatício enquanto recebia o auxílio ou a receber algum programa de transferência ou seguro-desemprego não receberá a prorrogação.

Além desses pontos citados, o auxílio emergencial residual leva em conta a declaração de Imposto de Renda de 2019; na primeira fase, de parcelas de R$ 600, era levada em conta a declaração do Imposto de Renda de 2018.

Calendário do Auxílio de R$ 300

O calendário do ciclo 3 começou a ser pago ontem, 30 de setembro para os nascidos em janeiro. No total, serão 12 datas de pagamento que se estendem até o dia 1º de dezembro. Neste caso, o dinheiro estará disponível apenas na poupança digital, e pode ser movimentado para para o pagamento de contas e compras online, por meio do aplicativo Caixa TEM.

Em seguida, o governo inicia o pagamento do ciclo 4, em que 8,1 milhões recebem parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 e 35,1 milhões recebem o auxílio extensão de R$ 300 que recebem o AEE. O calendário de pagamentos desta etapa vai do dia 30 de outubro (nascidos em janeiro) até o dia 20 de novembro (nascidos em dezembro), também para movimentação exclusiva na conta digital.

Os calendário de crédito em poupança digital prossegue no ciclo 5, que começa a partir do dia 22 de novembro (nascidos em janeiro) e vai até 12 de dezembro (nascidos em dezembro). O último ciclo de pagamentos (ciclo 6) começa em 13 de dezembro (nascidos em janeiro) e vai até o dia 29/dezembro (nascidos em dezembro). Veja nas  tabelas:

Calendário de pagamentos – ciclo 6

Data de recebimento número de beneficiados mês de nascimento
13 de dezembro 6,9 milhões janeiro/fevereiro
14 de dezembro 3,8 milhões março
16 de dezembro 3,6 milhões abril
17 de dezembro 3,8 milhões maio
18 de dezembro 3,6 milhões julho
20 de dezembro 7,2 milhões julho/agosto
21 de dezembro 3,7 milhões setembro
23 de dezembro 3,6 milhões outubro
28 de dezembro 3,5 milhões novembro
29 de dezembro 3,5 milhões dezembro

Calendário para saques e transferências

Para o beneficiário que optar pelo saque em dinheiro ou transferência bancária, o governo elaborou um calendário específico, que começa do dia 7 de novembro (nascidos em janeiro) e vai até 5 de dezembro (nascidos em dezembro), válidos para os ciclos 3 e 4. Confira:

Ciclo de saque 3 e 4

Data de recebimento número de beneficiados mês de nascimento
07 de novembro 6,9 milhões janeiro/fevereiro
14 de novembro 3,8 milhões março
21 de novembro 7,4 milhões abril/maio
24 de novembro 3,6 milhões junho
26 de novembro 3,6 milhões julho
28 de novembro 7,3 milhões agosto/setembro
01 de dezembro 3,6 milhões outubro
05 de dezembro 7,0 milhões novembro/dezembro

Já no caso dos dois últimos ciclos (5 e 6), o calendário inicia-se a partir do dia 19 de dezembro (nascidos em janeiro) e vai até 27 de janeiro de 2021 (nascidos em dezembro). Veja na tabela abaixo:

Ciclo de saque 5 e 6

Data de recebimento número de beneficiados mês de nascimento
19 de dezembro de 2020 6,9 milhões janeiro/fevereiro
04 de janeiro de 2021 3,8 milhões março
06 de janeiro de 2021 3,6 milhões abril
11 de janeiro de 2021 3,8 milhões maio
13 de janeiro de 2021 3,6 milhões junho
15 de janeiro de 2021 3,6 milhões julho
18 de janeiro de 2021 3,6 milhões agosto
20 de janeiro de 2021 3,7 milhões setembro
22 de janeiro de 2021 3,6 milhões outubro
25 de janeiro de 2021 3,5 milhões novembro
27 de janeiro de 2021 3,5 milhões dezembro

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui