Homem é suspeito de atirar e matar cachorro em Ouro Branco, na Região Central de Minas Gerais

0
Dalmo durante evento de adoção no último sábado (3) — Foto: ONG Recanto dos Animais/Divulgação

O cachorro sem raça definida (SRD) Dalmo, de 4 anos, foi morto com tiros de chumbinho, na manhã desta quarta-feira (7), em Ouro Branco, na Região Central de Minas Gerais.

De acordo com Pedro Olliveira, integrante da organização não governamental (ONG) Recanto dos Animais, o crime foi no bairro Siderurgia e o suspeito foi visto por testemunhas, que tem cerca de 30 anos, e está foragido. Dalmo foi assassinado na Rua Açonorte, onde o homem mora.

Olliveira diz que o animal era cuidado por moradores, tinha casa, caminha, ração e água. Ele lamenta a crueldade que tirou a vida do cão.

“Ele levou dois tiros: um na parte abdominal e outro na região torácica. Ele levou o primeiro e correu, mas o homem correu atrás dele e deu outro tiro. Ele caminhou uns 300 metros, caiu e morreu”.
O cãozinho Dalmo tinha 4 anos — Foto: ONG Recanto do Animal/Divulgação

Ele fala ainda que não há motivação aparente para o suspeito ter matado o animal. A Polícia Militar (PM) foi chamada e os protetores registraram um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil.

“Queremos justiça pelo Dalmo e esperamos que esse assassino responda pelo crime”, desabafa.

Ainda segundo ele, o suspeito se exibia com armas de fogo em redes sociais. Depois do crime, elas foram deletadas.

Protesto

Na tarde do dia do crime, um grupo de protetores se reuniu com cartazes e faixas e fez um apitaço na Avenida Mariza de Souza Mendes.

Panfletos foram entregues e gritos de “Justiça por Dalmo!” reverberaram pela cidade de Ouro Branco.

Lei Sansão

O presidente Jair Bolsonaro sancionou no dia 29 de setembro, sem vetos, a Lei Sansão que estabelece pena de 2 a 5 anos de reclusão para quem praticar atos de abuso, maus-tratos ou violência contra cães e gatos. O texto também prevê multa e proibição da guarda para quem praticar os atos contra esses animais.

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui