Menino de 10 anos usa pá para defender a avó de violência e acaba agredido pelo avô na Grande BH

0

Um homem, de 65 anos, foi preso em flagrante suspeito de agredir a mulher, de 68, e o neto, de 10, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na noite deste domingo (25).

De acordo a mulher, o marido, identificado apenas como Jair, após consumir bebidas alcoólicas, começou a gritar com ela. Em seguida, a agrediu com puxão de cabelo, tapas na cara e socos por todo o corpo. A mulher disse ainda que o companheiro a ameaçou com uma faca e a enforcou.

O neto da vítima viu a avó sendo agredida e tentou defendê-la usando uma pá. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), Jair pegou a ferramenta e bateu na cabeça da criança.

Quando os militares chegaram, o idoso disse que estava transtornado e que merecia ser preso por agredir a esposa, o neto e ter perturbado toda a família.

A criança e a mulher foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Vespasiano. Já o homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, que vai investigar o crime.

Um homem, de 65 anos, foi preso em flagrante suspeito de agredir a mulher, de 68, e o neto, de 10, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na noite deste domingo (25).

De acordo a mulher, o marido, identificado apenas como Jair, após consumir bebidas alcoólicas, começou a gritar com ela. Em seguida, a agrediu com puxão de cabelo, tapas na cara e socos por todo o corpo. A mulher disse ainda que o companheiro a ameaçou com uma faca e a enforcou.

O neto da vítima viu a avó sendo agredida e tentou defendê-la usando uma pá. Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), Jair pegou a ferramenta e bateu na cabeça da criança.

Quando os militares chegaram, o idoso disse que estava transtornado e que merecia ser preso por agredir a esposa, o neto e ter perturbado toda a família.

A criança e a mulher foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Vespasiano. Já o homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, que vai investigar o crime.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui