Ruas e casas são inundadas por lama e água em Ribeirão das Neves, na Grande BH

0
Rua Geraldino da Rocha, em Ribeirão das Neves — Foto: Elton Lopes/TV Globo

Lama e água invadiram ruas e casas do bairro Itapoã, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na fim da noite deste domingo (25).

De acordo com o morador Bartolomeu da Silva, a inundação aconteceu por volta das 22h. “A água invadiu as casas, a minha casa, a casa do meu cunhado, derrubou a minha varanda, levou a minha máquina de lavar”, diz.

Ainda segundo ele, pelo menos três ruas foram atingidas e as inundações aconteceram por falta de drenagem na construção do Residencial Villa Tropical, da Via Sul Engenharia.

TV Globo entrou em contato com a construtora e, até a última atualização desta reportagem, não havia obtido retorno.

Na manhã desta segunda-feira (26), tratores retiravam a lama das ruas e moradores limpavam os imóveis alagados.

Há relatos de que alguns moradores perderam quase tudo que tinham dentro de casa. Não havia informações de feridos.

Moradores limpam sujeira provocada pela lama em Neves — Foto: Elton Lopes/TV Globo

Belo Horizonte

Choveu forte por cerca de uma hora neste domingo em cinco regiões de Belo Horizonte, Contagem, Ribeirão das Neves e Sabará, na Grande BH. Segundo a Defesa Civil, ainda há possibilidade de chuvas até as 8h desta segunda-feira (26).

Na capital mineira, a chuva começou a ficar mais intensa a partir das 20h30, na Região Oeste. Em dez minutos, chovia forte em outras cinco regiões da capital.

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) chegou a fechar a Avenida Tereza Cristina, na Região do Barreiro, por causa de risco de transbordamento do Ribeirão Arrudas. O córrego, no entanto, não saiu da calha. Por volta das 21h30, a pista já havia sido liberada e já não havia chuva em nenhuma região da capital.

De acordo com informações da Defesa Civil, a região que recebeu maior volume de chuvas nesta noite foi a Oeste, com 35,8 mm, seguida pela Centro-sul, com 19,8 mm e Barreiro, com 17,6 mm.

Vazamento em hospital

A chuva também provocou uma goteira no teto do Hospital Alberto Cavalcanti, que fica no bairro Padre Eustáquio, na Região Noroeste de Belo Horizonte. Segundo um funcionário do hospital, a goteira estava na sala de enfermagem do segundo andar, onde ficam armazenados os medicamentos.

Uma lixeira foi usada para conter o vazamento. A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) negou que a chuva tenha provocado goteiras no local.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui