Covid-19: Minas Gerais registra 146 mortes em 24h, e são mais de 9,4 mil óbitos

0
Média de mortes constatadas pela SES-MG é superior a seis por hora entre quinta-feira (12) e esta sexta

Uma média de mortes superior a seis registradas a cada hora entre quinta-feira (12) e esta manhã de sexta-feira (13) foi o que constatou a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) no segundo dia após a normalização do sistema técnico do Ministério de Saúde que reúne estes dados referentes à pandemia.

Balanço publicado pelo órgão estadual esclarece que 146 mortes receberam confirmação para o novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que elevou para 9.405 o número de óbitos existentes em Minas Gerais desde o mês de março – quando o primeiro mineiro morreu em função da doença. Estes óbitos estão espalhados por 658 municípios, sendo Belo Horizonte aquele que detém maior concentração, com 1.553 de seus moradores mortos em decorrência de complicações de saúde provocadas pela Covid-19.

O relatório, que permaneceu entre sábado (7) e quarta-feira (10) sem ser publicado por um problema técnico no sistema do Ministério da Saúde, indica nesta sexta-feira (13) que a enfermidade acomete de forma fatal principalmente os mineiros com idades superiores a 60 anos – este grupo representa cerca de 79% das mortes ocorridas no estado. O documento também demonstra que as doenças do coração consistem na principal comorbidade entre os que não resistiram à gravidade da infecção. O índice de letalidade da Covid-19 está em 2,5% em Minas Gerais.

Outra estatística importante contida no boletim epidemiológico refere-se à quantidade de casos acumulados do novo coronavírus. De março até esta sexta-feira, o Estado detectou a existência de 379.274 pessoas diagnosticadas com a Covid-19. Entre elas, 2.737 entraram para o relatório da SES-MG apenas nas últimas 24 horas – o que reflete uma média de 114 mortes confirmadas pelo órgão de saúde a cada uma hora transcorrida no período.

Sabe-se que 19.895 dos casos permanecem sob acompanhamento, enquanto os demais são considerados recuperados, ou porque receberam alta hospitalar ou porque cumpriram isolamento de dez dias e estão há 72 horas sem sintomas.

Belo Horizonte é a cidade com maior número de casos concentrados da Covid-19. Dado indica que 48.850 moradores da capital descobriram-se infectados pelo novo coronavírus. Logo atrás, aparece Uberlândia. O município no Triângulo Mineiro é o segundo com maior volume de diagnósticos – são 35.795.

Ainda em relação à distribuição de casos, reduziu-se a um o número de cidades da região imunes à pandemia. Pedro Teixeira, na Zona da Mata, recebeu confirmação para seu primeiro caso do novo coronavírus nesta sexta-feira (13), e, portanto, Cedro do Abaeté, na região Central, tornou-se única cidade de Minas Gerais a não ter moradores com a Covid-19.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui