Geórgia determina recontagem manual dos votos; Biden tem 14 mil de vantagem

0

O secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, determinou a recontagem manual de todos os votos nos 159 condados do Estado norte-americano nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Com mais de 99% das cédulas apuradas, o candidato do Partido Democrata, Joe Biden, tinha cerca de 14 mil votos de vantagem sobre o presidente Donald Trump, de acordo com a Associated Press.

Raffensperger, que é republicano e apoiou Trump no pleito, foi duramente criticado por apoiadores do presidente, que o acusam de ter sido leniente com supostas irregularidades.

Candidatos da legenda governista ao senado, David Perdue e Kelly Loeffler exortaram o secretário a renunciar ao cargo.

Biden foi declarado presidente eleito dos EUA depois de ultrapassar a marca de 270 delegados, após vitória na Pensilvânia.

O triunfo do ex-vice-presidente, no entanto, acontece independentemente do resultado na Geórgia. Trump ainda não reconheceu a derrota, porque considera que houve fraude, embora não tenha apresentado provas.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui