Nikolas promete ‘guerra’ contra a esquerda: ‘luta do bem contra o mal’

0

Eleito com 29.388 votos, Nikolas Ferreira (PRTB) é o segundo candidato mais votado em Belo Horizonte para ocupar uma vaga no Legislativo municipal. Apesar de defender que a disputa entre direita e esquerda deve ser restrita ao campo das ideias, Ferreira disse que, na Câmara, a o embate será a “luta do bem contra o mal”. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (18), no quadro Café com Política, do Super N, na rádio Super 91,7 FM.

Ferreira creditou sua votação expressiva à busca por representatividade dos eleitores mais conservadores. “Durante muito tempo, tivemos representantes mais à esquerda e, agora, a direita deu seu recado das urnas”, pontuou.

Segundo ele, o embate entre direita e esquerda é necessário, mas precisa ser saudável. “Eu tenho um princípio, do Fulton Sheen, que diz que nós podemos ter intolerância com ideias e tolerância com pessoas, nunca o contrário. Então, realmente, o meu embate dentro da Câmara vai ser no sentido de ideias”, garantiu o futuro parlamentar.

No Bate-Pronto,porém, quando o entrevistado responde perguntas estilo pingue-pongue, de forma objetiva, Niklolas Ferreira afirmou que a disputa entre as duas ideologias no Legislativo da capital será a “luta do bem contra o mal”.

Atuação
De acordo com Ferreira, ele vai atuar em três frentes na Câmara: segurança, educação e economia. “Primeiro, quero armar, estruturar na verdade, a Guarda Municipal. Estruturar a manutenção de armas e a compra também, porque eu vejo que Belo Horizonte precisa de uma cidade mais segura”, defendeu.

No âmbito da educação, Nikolas falou que sua proposta é incluir noções de empreendedorismo e de educação financeira nas escolas. “Nossas escolas foram deixadas de lado. Quero indicar a implementação de escolas cívico-militares, que é um projeto do governo federal que já poderia ter sido implantado aqui em Belo Horizonte, mas que, infelizmente, o prefeito (Alexandre) Kalil (PSD) não aderiu”, lamentou.

Para promover a retomada da economia, o vereador do PRTB garantiu que vai dialogar com todos os setores. “O setor comercial foi deixado de lado, principalmente durante essa pandemia, sem nenhuma previsão, sem nenhum planejamento de retorno. Foram mais de 12 mil negócios fechados, mais de 100 mil empregos que foram destruídos por conta de uma má gestão da prefeitura”, criticou..

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui