Passageiro de van envolvida em acidente que matou ex-piloto da Stock Car tem alta em Uberlândia

0

Teve alta do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), na madrugada desta terça-feira (3), Marcos Dias Barbosa. Ele é uma das vítimas do acidente na BR-365 que resultou na morte de Amadeu Rodrigues Alves da Silva, ex-piloto e dirigente da Hot Car Competições, equipe da Stock Car.

Segundo a assessoria do hospital, a outra vítima internada, Mauro Vitor Barbosa, tem o estado de saúde grave, porém estável.

Todos estavam em uma van que bateu na traseira de um caminhão, na noite de sábado (31). A equipe de nove pessoas voltava de uma corrida de endurance realizada em Goiânia e seguia para São Paulo.

A esposa de Amadeu, Cibele Maria Lourenço Rodrigues Alves Silva, de 63 anos, e outros dois passageiros tiveram ferimentos leves e foram conduzidos para as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) Planalto e Roosevelt, onde foram atendidos e tiveram alta. O caminhoneiro não se feriu.

A Stock Car emitiu nota de pesar e lembrou o talento de Amadeu como piloto e o profissionalismo na linha de frente do esporte a motor no Brasil, que o levou a chefiar equipes em diversas categorias.

O acidente

Acidente grave foi registrado próximo a Uberlândia — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O grave acidente ocorreu na noite do último sábado (31), no km 637 da BR-365, a cerca de cinco quilômetros de Uberlândia, sentido Ituiutaba. Segundo a concessionária Ecovias do Cerrado, a batida envolveu uma van com nove ocupantes e uma carreta.

A produção da TV Integração apurou que Amadeu Rodrigues Alves da Silva, 65 anos, era quem dirigia a van. Ele era ex-piloto e atualmente era dirigente da Hot Car Competições, equipe da Stock Car.

A van, que seguia de Goiânia para São Paulo, colidiu na traseira da carreta. De acordo com o Corpo de Bombeiros, conforme relatos de testemunhas no local, a suspeita é que Amadeu tenha dormido ao volante, porém, ainda não há como precisar as causas do acidente.

Amadeu ficou preso às ferragens e morreu no local. A morte foi confirmada pelo médico do Sistema Integrado de Atendimento a Traumas e Emergências (Siate). Cinco pessoas ficaram feridas. Outros três ocupantes da van dispensaram atendimento. O motorista da carreta não se feriu.

História de superação

Chefe da equipe Hot Car na Stock Car, Amadeu Rodrigues era sobrevivente de um grave acidente sofrido em 1989, na terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas e Pilotos, em Tarumã (RS).

Amadeu sofreu um acidente na corrida, ficou 35 segundos num carro em chamas e teve queimaduras em 75% do corpo. Apesar dos ferimentos, Amadeu sobreviveu na ocasião após ser submetido a 48 cirurgias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Em 2019, ele relatou ao ge o momento vivido na pista e revelou ter se lembrado do tricampeão mundial de Fórmula 1, Nikki Lauda, para sobreviver ao acidente quando tinha 34 anos. O acidente de Amadeu é considerado um divisor de águas em termos de segurança no automobilismo brasileiro.

Amadeu fundou a Hot Car Competições em 1980 e atualmente a equipe disputa alguns dos principais campeonatos nacionais. O time ingressou na Stock Car em 2001 e conquistou a primeira vitória em 2014.

 
Rafa Mattos (esquerda) e Amadeu Rodrigues (direita) — Foto: Stock Car/Divulgação

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui