PM registra mais de 50 infrações durante eleições em cidades do Triângulo e Alto Paranaíba

0
Maior parte dos crimes eleitorais na região foi boca de urna, segundo a PM — Foto: Heloise Hamada/G1

A 9ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) da Polícia Militar (PM) divulgou nesta segunda-feira (16) um balanço sobre as eleições municipais de 2020 realizadas neste domingo (15). Foram registradas 52 infrações à legislação eleitoral nas 18 cidades que compõem a unidade.

Entre estas infrações, 19 foram por boca de urna, uma por calúnia e outra por transporte irregular de eleitores. Foram 24 prisões, sendo dez candidatos. As principais ocorrências foram divulgadas pelo G1 em tempo real.

A PM informou que utilizou um contingente de 1.099 policiais e 329 viaturas espalhadas pelos 18 municípios. Somente em Uberlândia foram 573 militares e 256 viaturas.

“Tivemos um pleito eleitoral seguro, um dos mais seguros dos últimos anos”, disse o capitão Leandro Menezes. Segundo ele, foi em consequência de um planejamento iniciado em agosto entre a PM, a Polícia Federal (PF), o Ministério Público Eleitoral e Justiça Eleitoral.

A 9ª RPM, com sede em Uberlândia, é formada pelas cidades: Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Prata, Santa Vitória, Tupaciguara e Uberlândia

Uberlândia

Em Uberlândia, maior cidade e sede da 9ª Risp, foram registrados 11 crimes eleitorais, o que fez oito pessoas serem detidas pela Polícia Federal por boca de urna e propaganda irregular. Entre os suspeitos, estão dois candidatos a vereador e um fiscal de partido.

Sujeira nas ruas de Uberlândia durante as eleições de 2020 — Foto: Valéria Almeira/G1

Flagrantes

Em Ituiutaba, dois candidatos a vereador foram detidos por infração à legislatura eleitoral. Um deles foi flagrado na madrugada espalhando santinhos próximo a uma seção eleitoral e assinou um termo Termo Circunstanciado de Ocorrência. O crime cometido pelo segundo candidato detido e o que aconteceu com ele não foi informado.

Outro candidato a vereador foi detido em Araguari por transportar passageiros de forma irregular. A PM chegou até ele em uma escola no Bairro Bosque após denúncia do Ministério Público. Um deputado estadual também foi denunciado por fazer boca de urna, mas ele não foi encontrado pelo PM, assim como qualquer irregularidade.

Em Prata, dois candidatos a vereador e o atual prefeito foram detidos por boca de urna. Um dos candidatos estava abordando eleitores e escrevendo o número da candidatura nas mãos deles, enquanto a outra estava distribuindo santinhos e pedindo votos. Já o prefeito, que não é candidato, foi abordado pela PM enquanto cumprimentava eleitores, mas afirma que só havia acenado para um simpatizante com o símbolo de um partido.

Também houve denúncia de que um veículo estaria jogando santinhos próximo a uma seção eleitoral no centro de Centralina durante a madrugada. No entanto a PM não localizou o veículo ou qualquer suspeito. Os santinhos foram recolhidos.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui