Polícia Civil esclarece dois homicídios em Juiz de Fora

0
Em coletiva de imprensa, Polícia Civil esclarece dois homicídios em Juiz de Fora — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (6), a Polícia Civil de Minas Gerais realizou uma coletiva de imprensa e divulgou atualizações sobre a investigação de dois homicídios registrados nos bairros Nossa Senhora Aparecida e Jardim Esperança, este ano, em Juiz de Fora.

Ainda nesta manhã, o delegado Rodrigo Rolli atualizou as investigações sobre o homicídio registrado na região de Valadares, em que uma mulher morreu após ser atingida por tiros e um jovem ficou ferido.

Os dois crimes citados pela Polícia Civil foram registrados no Bairro Nossa Senhora Aparecida, em 21 de outubro, e no Bairro Jardim Esperança, no mês de julho. Saiba mais sobre os casos abaixo.

Homicídio no Bairro Nossa Senhora Aparecida

No dia 21 de outubro, um homem de 42 anos foi morto dentro da própria residência, com um tiro no rosto, no Bairro Nossa Senhora Aparecida. O suspeito do crime é um indivíduo de idade não divulgada, também morador do bairro.

Segundo apurações da Polícia Civil, o envolvido perdeu o celular na rua e estava refazendo o caminho para encontrar o aparelho quando avistou a capa do mesmo, em frente à residência da vítima. O suspeito então arrombou a porta da casa afirmando que a vítima havia pegado o celular dele, dizendo querer o aparelho de volta.

Após usar o celular de uma das testemunhas para ligar para o aparelho perdido e não o ouvir tocar, o suspeito foi embora do imóvel. No entanto, uma moradora da região afirmou ter visto a vítima em um matagal, próximo ao local onde a capa do celular foi encontrada.

Por isso, o suspeito retornou à residência da vítima e, após o homem negar ter pegado o celular, realizou os disparos contra o rosto do mesmo. O crime foi testemunhado por uma jovem de 21 anos e um adolescente de 14. Os dois afirmaram à Polícia que o homem não reagiu às ameaças do suspeito, nem tentou agredi-lo.

De acordo com a Polícia Civil, um revólver de calibre 32, usado no crime, foi localizado em um matagal próximo do imóvel.

O indivíduo foi preso e o inquérito será relatado ao Poder Judiciário, para que o suspeito seja indiciado por homicídio duplamente qualificado.

Homicídio no Bairro Jardim Esperança

O segundo crime esclarecido pela Polícia Civil é o homicídio de um homem de 47 anos, no Bairro Jardim de Esperança, no dia 3 de julho de 2020.

Na ocasião, a vítima estava em uma lanchonete com os dois filhos quando dois indivíduos entraram e realizaram os tiros contra os três presentes, fugindo em seguida. Imagens de câmeras de segurança mostram o envolvimento de um terceiro indivíduo, que dirigia o carro que deixou os executores na lanchonete e os pegou no momento da fuga.

O trio foi identificado, mas os três negam participação no crime. O motorista do carro foi preso alguns dias após o ocorrido, por tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Civil, um dos suspeitos de realizar os disparos tem 30 anos e também pode ter sido o autor de outros três homicídios registrados na cidade este ano, sendo um no Bairro Jardim Natal e dois no Morro do Sabão.

As investigações da Delegacia de Homicídios apontaram também a motivação do crime e quem seria o mandante. Segundo o delegado Rodrigo Rolli, a vítima era envolvida no tráfico de drogas na região e, alguns dias antes do homicídio, espancou uma pessoa de um grupo rival.

Os pedidos de prisão preventiva dos envolvidos já foram decretados. De acordo com Rolli, eles responderão por triplo homicídio duplamente qualificado, pelas tentativas de homicídio contra os filhos da vítima.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui