Vídeo de segurança abordando meninos negros que lanchavam em shopping de Belo Horizonte causa revolta nas redes sociais

0

O vídeo de um segurança abordando meninos negros que lanchavam na praça de alimentação do ViaShopping Barreiro, em Belo Horizonte, gerou revolta nas redes sociais. As imagens foram registradas por outra cliente do centro de compras.

De acordo com testemunhas, o caso ocorreu nesta quinta-feira (26). Uma criança e um adolescente, que carregavam sacos de balas e salgadinhos, compraram lanches no shopping com o dinheiro que arrecadaram vendendo os produtos nas ruas da capital.

O ViaShopping Barreiro disse que repudia “todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços” (leia a nota na íntegra no final desta reportagem). Nesta semana, um homem foi preso por suspeita de injúria racial depois de ofender o funcionário de uma loja nesse mesmo shopping.

Meninos foram abordados por segurança em shopping de Belo Horizonte — Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma adolescente que presenciou a abordagem disse que os meninos foram seguidos pelo homem desde que chegaram ao local. Eles compraram a comida e se sentaram para comer. Em seguida, segundo o relato, o segurança disse aos dois que saíssem de lá ou o juizado de menores seria chamado.

“Eles já iam saindo e deixando a comida que eles pagaram para trás, só que aí a gente percebeu e não deixou”, afirmou a testemunha.

No vídeo, é possível ver o segurança conversando com a criança. Depois, um cliente de camisa azul aparece e conduz o menino de volta à mesa para que terminasse de comer. Mulheres também intervêm em defesa dos meninos:

“Ele pode comer à vontade. Ele comprou e pagou. Ninguém aceita mais esse tipo de tratamento, não! Pode deixar o menino comer! Esse povo não aprende não?”.

Nas redes sociais, internautas cobram uma postura do shopping. “Qual a diferença do dinheiro deles para o dos outros clientes?”, perguntou um deles. “Qual é a renda mínima para ter um pouco de respeito aí?”, questionou outro.

Nas redes sociais, pessoas questionam shopping sobre atitude de segurança — Foto: Reprodução/Redes sociais

Em relação ao ano passado, considerando o período entre os meses de janeiro a outubro, houve um crescimento de 216% de casos de preconceito de raça ou de cor em Belo Horizonte. No estado, o aumento foi de 49%, passando de 83 para 124 registros. Os dados são da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Segundo a sala de imprensa da Polícia Militar, não foi registrado boletim de ocorrência sobre este caso. A Polícia Civil disse que “o crime de injúria se procede apenas mediante queixa, sendo então necessário que as vítimas (ou seus representantes legais) procurem uma delegacia para que as providências sejam adotadas”.

ViaShopping Barreiro, em Belo Horizonte — Foto: ViaShopping/Divulgação

Nota do ViaShopping Barreiro na íntegra

“O ViaShopping Barreiro vem por meio desta repudiar todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços. Episódios pautados em segregação não representam os valores que sustentam o estabelecimento há quase duas décadas. Temos como premissa o acolhimento de todos; somos um ambiente plural, diverso e que propicia experiências positivas e, qualquer atitude que não corrobore com isso, será veementemente combatida. Lutaremos para que todas as pessoas usufruam do ViaShopping Barreiro com dignidade e respeito”.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui