Motoristas de ônibus fazem mais um dia de paralisação contra parcelamento do 13º

0

Cerca de 40 funcionários da empresa Saritur resolveram prolongar a paralisação do transporte de passageiros em Ribeirão das Neves e Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, iniciada nessa segunda-feira (30), por mais um dia. Nesta terça-feira (1), os manifestantes se reuniram na porta da empresa para reivindicar, mais uma vez, melhores condições de trabalho e protestar contra o parcelamento em cinco vezes do 13º salário, aprovado pelo  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) – entidade que representa a categoria. O órgão não informou sobre o impacto da paralisação desta terça para os passageiro.

O Sintram alega que a paralisação dos motoristas é ilegal e que é conduzida por pessoas que não têm representatividade junto ao sindicato. Ainda de acordo com a entidade, a empresa consorciada (Saritur) depositou na segunda-feira (30), 50% do valor total do 13º salário dos seus colaboradores e que a categoria aceitou a proposta das empresas.

A Polícia Militar foi acionada para acompanhar a manifestação, e não registrou nenhuma ocorrência durante o ato.

Negociação

Segundo o órgão, as empresas de ônibus tiveram prejuízo de mais de R$ 100 milhões, devido à queda da demanda de passageiros desde o início do ano, e propuseram o pagamento parcelado.

Para compensar a ausência dos motoristas que aderiram ao protesto, a empresa consorciada abriu 300 vagas de contratação para a função com início imediato. Os interessados podem enviar currículo para o seguinte email: curriculo@saritur.com.br.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui