Vacina da Oxford é submetida a regulador do Reino Unido para aprovação

0
A vacina da Oxford e da AstraZeneca é aguardada com grande expectativa porque é mais fácil de distribuir em larga escala, já que não precisa ser mantida a 70 graus Celsius negativos

Dados completos sobre a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca foram apresentados ao regulador britânico, abrindo o caminho para uma possível validação, anunciou nesta quarta-feira (23) o ministro da Saúde, Matt Hancock.

“Tenho o prazer de anunciar que a vacina Oxford-AstraZeneca desenvolvida aqui no Reino Unido submeteu todos os seus dados ao MHRA”, o órgão regulador do país, “para sua aprovação”, disse ele em coletiva de imprensa.

“Este é o próximo passo para uma decisão sobre a distribuição da vacina, que já está sendo fabricada”, acrescentou, enquanto saíam as más notícias: a prorrogação de um novo confinamento no sul da Inglaterra e a identificação de outra nova cepa do vírus em viajantes procedentes da África do Sul.

O Reino Unido já aprovou uma primeira vacina, desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech, que está sendo aplicada desde o início do mês, principalmente entre os grupos mais vulneráveis. Mais de 500 mil pessoas já receberam a primeira dose, segundo o governo.

A vacina da Oxford e da AstraZeneca é aguardada com grande expectativa porque é mais fácil de distribuir em larga escala, já que não precisa ser mantida a 70 graus Celsius negativos.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui