Equipe da OMS na China deixa quarentena para iniciar estudo sobre origem da covid-19

0
A OMS tenta administrar as expectativas da investigação

Via Money Times

Uma equipe liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que investiga a origem da pandemia de Covid-19 saiu de uma quarentena em um hotel de Wuhan para começar seu trabalho de campo nesta quinta-feira, duas semanas depois de chegar à cidade chinesa onde o vírus surgiu no final de 2019.

A missão vem sendo prejudicada por atrasos, preocupações com o acesso e atritos entre a China e os Estados Unidos, que acusaram o país asiático de ocultar a dimensão do surto inicial e criticaram os termos da visita, segundo os quais especialistas chineses realizaram a primeira fase da pesquisa.

A OMS não deu detalhes do itinerário da missão, mas em novembro o líder da equipe, Peter Ben Embarek, disse que o grupo provavelmente iria ao mercado atacadista de frutos do mar de Huanan, onde se rastreou o primeiro foco conhecido de casos.

A equipe, composta por especialistas independentes, deve permanecer mais duas semanas na China, que recorreu a medidas rígidas, como diminuir drasticamente as chegadas do exterior, para conter a disseminação do coronavírus. O país passou o último mês combatendo uma série de surtos locais.

A OMS tenta administrar as expectativas da investigação.

“Não existem garantias de respostas”, disse seu chefe de emergências, Mike Ryan, aos repórteres neste mês. “É uma tarefa difícil estabelecer as origens, e às vezes se pode precisar de duas, três ou quatro tentativas para se conseguir fazer isso em situações diferentes.”

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui