Ação conjunta entre a Polícia Militar e fiscalização encerra festas clandestinas de carnaval em Juiz de Fora e Matias Barbosa

0
Flagrantes de aglomerações de carnaval em Juiz de Fora — Foto: TV Integração/Reprodução

Via G1 Zona da Mata

Durante o fim de semana de carnaval, uma ação conjunta entre a Polícia Militar (PM) as prefeituras encerrou festas clandestinas em Juiz de Fora e Matias Barbosa. Os eventos ocorreram na noite de sábado (13) e domingo (14) e, de acordo com a corporação, cada uma reunia mais de 150 pessoas, sem uso de máscara e em descumprimentos aos decretos municipais contra a pandemia de Covid-19.

Em Juiz de Fora, a ação ocorreu junto com a fiscalização da Prefeitura na noite de sábado (13) em uma granja na Rua Pedro Germano Caniato, no Bairro Santos Dumont. O evento, chamado “Fluxo do Mal”, gerou aglomeração, com som alto e bebidas alcóolicas.

De acordo com a Prefeitura, os organizadores divulgaram a festa previamente, mas não falavam onde ia ser. Pouco antes da hora marcada para começar, as pessoas que compraram o ingresso recebiam a localização.

A festa foi encerrada pela PM e pela equipe de fiscalização. O proprietário do imóvel foi notificado e ninguém foi preso.

Evento conta com aglomeração durante o carnaval em Matias Barbosa — Foto: Prefeitura de Matias Barbosa/Divulgação

Segundo a Administração Municipal, foram 80 denúncias de eventos irregulares só no fim de semana, sendo que 60 foram verificadas. Entre elas, dois carnavais de rua.

Um ocorreu no Bairro Progresso, onde o responsável pela festa não foi localizado. A outra denúncia, no Bairro Amazônia, levou à interdição de um bar, que deverá permanecer fechado por sete dias. O local só poderá reabrir se seguir os protocolos determinados pelo decreto municipal.

Já em Matias Barbosa, o evento ocorreu na noite de domingo (14) em um imóvel na BR-040, próximo ao Park Sul. Além da aglomeração de pessoas, o local tinha cobrança de ingressos e música ao vivo. O organizador, de 39 anos, foi autuado pela Prefeitura.

Segundo a PM, o organizador da festa foi localizado e levado ao quartel da Polícia em Matias Barbosa, onde assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Além disso, ele recebeu uma multa de R$ 5 mil, com o prazo de 10 dias para recorrer. O caso será enviado ao Ministério Público.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui