Texas, nos Estados Unidos, tem 6° dia de crise no setor de energia devido ao frio; impacto chega ao México

0
A onda de frio, que já deixou ao menos 21 vítimas fatais e derrubou o fornecimento de energia elétrica para mais de 4 milhões de pessoas no Texas

Via Money Times

O Texas, nos Estados Unidos, entrou no sexto dia de uma crise em seu setor de energia causada pelas baixíssimas temperaturas, que paralisaram operações de uma série de refinarias e campos de petróleo e gás, chegando a causar impactos além de suas fronteiras, no vizinho México.

A onda de frio, que já deixou ao menos 21 vítimas fatais e derrubou o fornecimento de energia elétrica para mais de 4 milhões de pessoas no Texas, não deve passar antes do fim de semana.

O clima ártico fechou cerca de um quinto da capacidade de refino do país, além de ter paralisado a produção de petróleo e gás natural pelo Estado.

Os problemas no Texas também afetaram a geração de energia no México, uma vez que as exportações de gás natural por gasodutos para o país vizinho recuaram cerca de 75% na semana passada, segundo dados do Refinitiv Eikon. O governador do Texas, Greg Abbott, determinou que fornecedores de gás locais não enviassem o insumo para fora do Texas, pedindo a reguladores estaduais que reforçassem essa diretriz.

O operador da rede elétrica estadual, ERCOT, tentava recuperar o fornecimento enquanto usinas termelétricas — movidas a gás natural, carvão e outros combustíveis– perdiam a capacidade de gerar devido ao congelamento de válvulas e dutos.

Não estava claro de imediato se o governador Abbott ou reguladores conseguirão assegurar o veto aos envios de gás para além das fronteiras do Texas.

O pedido do mandatário à reguladora estadual gerou um embate político, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto.

O Texas exporta gás para o México através de gasodutos e navios com gás natural liquefeito (GNL), por meio dos terminais de Freeport e Corpus Christi. O Estado também fornece para diversas regiões do país, incluindo Meio Oeste e Nordeste.

O veto às exportações gerou uma resposta de autoridades do México, uma vez que os envios por meio de gasodutos para o país caíram para 3,8 bilhões de pés cúbicos por dia na quarta-feira, de uma média de 5,7 bilhões nos últimos 30 dias, segundo dados da Refinitiv.

O governo do México convocou um representante do governo dos Estados Unidos no país na quarta-feira para pressionar pelo suprimento de gás.

Blecautes deixaram milhões de pessoas sem energia elétrica no norte do México e fábricas de automóveis pararam operações temporariamente devido à falta de gás para abastecer suas unidades.

A produção de petróleo e gás do Texas desabou devido ao frio. O Estado é o principal produtor de combustíveis fósseis dos EUA, mas as empresas locais não estão acostumadas com temperaturas tão baixas como operadores na Dakota do Norte ou no Alaska.

Cerca de 4 milhões de barris em capacidade diária de refino foram paralisados e ao menos 1 milhão de barris por dia em produção de petróleo também estão parados.

 

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui