Comércio e serviços de Belo Horizonte reabre, após quase 50 dias de atividades fechadas

0
Lojistas reabrem as portas após quase 50 dias em BH — Foto: Vagner Tolendato/TV Globo

Via G1 Minas Gerais

Nos últimos 47 dias, os moradores de Belo Horizonte se acostumaram a ver lojas de rua, shoppings, restaurantes, academias e salões de beleza de portas fechadas. Isso sem falar nas praças, que, mesmo consideradas “essenciais”, ganharam grades cercando a passagem dos pedestres.

A partir desta quinta-feira (22), no entanto, o cenário deve mudar, com a reabertura da cidadeanunciada na última segunda (19) pelo prefeito Alexandre Kalil, após três dias de reuniões a portas fechadas com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

Clubes, museus, cinemas e teatros serão reabertos em etapas futuras.

A decisão foi justificada pela queda dos índices da ocupação de leitos de UTI e também de enfermaria.

Praça da Liberdade amanheceu sem grades — Foto: Cristina Moreno de Castro/G1

“O que esta reabertura vai provocar, nós não sabemos, mas, pelo que tudo indica, pelos jovens que estão sendo atingidos, pela ameaça aos filhos, amigos, de 29, 28, 27 e 23 anos, não vamos brincar com essa pandemia“, disse Kalil.

De acordo com ele, Belo Horizonte é a cidade com a menor taxa de mortalidade entre os municípios de grande porte do país, 149,5 entre 100 mil habitantes.

Veja o que pode funcionar a partir desta quinta-feira:

  • Serviços essenciais: detalhados na próxima lista, com dias e horários para cada um deles (padarias, supermercados, farmácias, praças etc).
  • Todo o comércio varejista “não essencial”: de segunda a sábado, de 9h a 20h
  • Atividades autorizadas que estejam em funcionamento dentro de galerias de lojas e centros comerciais: segunda a sábado, de 9h a 20h
  • Atividades autorizadas que estejam em funcionamento dentro de shoppings: segunda a sábado, de 10h a 21h. OBS.: domingo, somente para retirada de produtos em drive-thru, sem restrição de horário
  • Restaurantes, lanchonetes, cantinas, sorveterias, bares e similares, inclusive no interior de galerias e shoppings, além de food trucks, e com consumo no interior: segunda a sábado, de 11h a 16h, com permissão de bebida alcoólica. OBS.: Sem restrição de dia e horário para delivery e retirada no local.
  • Atividades em drive-in: segunda a sábado, de 14h a 23h59
  • Academias e afins, inclusive dentro de galerias e shoppings: segunda a sábado, sem restrição de horário
  • Cabeleireiros, manicures e pedicures: segunda a sábado, sem restrição de horário
  • Atividades e clínicas de estética: segunda a sábado, sem restrição de horário
  • Comércio atacadista da cadeia de comércio varejista autorizada a funcionar, exceto atacadista de recicláveis: segunda a sábado, de 5h a 17h
  • Atividades presenciais em escola para ensino de esportes, música, arte e cultura; escola de idiomas; cursos diversos e centros de treinamento; centro de formação de condutores e cursos preparatórios: segunda a sábado, sem restrição de horário
  • Parques públicos: mediante agendamento no site da prefeitura

Lista de atividades consideradas essenciais, que seguem funcionando nos seguintes horários:

  • Padarias (permitido o consumo no local): Segunda-feira a sábado, entre 5h e 22h. O consumo de bebidas alcoólicas no local deve observar as restrições dos demais serviços de alimentação
  • Comércio varejista de laticínios e frios: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Açougue e Peixaria: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Hortifrutigranjeiros: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Minimercados, mercearias e armazéns: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Supermercados e hipermercados: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 22h
  • Comércio varejista de mercadorias em lojas de conveniência ou similares (vedado o consumo no local): Segunda a sábado, entre 7h e 18h
  • Artigos farmacêuticos: Sem restrição de horário
  • Artigos farmacêuticos, com manipulação de fórmula: Sem restrição de horário
  • Comércio varejista de artigos de óptica: Sem restrição de horário
  • Artigos médicos e ortopédicos: Sem restrição de horário
  • Tintas, solventes e materiais para pintura: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Material elétrico e hidráulico, vidros e ferragens: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Madeireira: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Material de construção em geral: Segunda-feira a sábado, entre 7h e 21h
  • Combustíveis para veículos automotores: Sem restrição de horário
  • Peças e acessórios para veículos automotores: Segunda-feira a sábado, entre 8h e 17h
  • Comércio varejista de gás liquefeito de petróleo (GLP): Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário
  • Comércio atacadista da cadeia de atividades do comércio varejista da fase de controle: 5h às 17h (Deve-se observar os dias da semana permitidos para o funcionamento de cada atividade)
  • Agências bancárias: instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários: Sem restrição de horário
  • Casas lotéricas: Sem restrição de horário
  • Agência de correio e telégrafo: Sem restrição de horário
  • Comércio de medicamentos, artigos e alimentos para animais de estimação: Sem restrição de horário
  • Atividades de serviços e serviços de uso coletivo, exceto os especificados no art. 2º do Decreto nº 17.328, de 8 de abril de 2020: Sem restrição de horário
  • Atividades industriais: Sem restrição de horário
  • Banca de jornais e revistas: Segunda-feira a sábado, sem restrição de horário
  • Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, pousadas e similares, para atendimento exclusivo aos hóspedes, nos termos do art. 4º do Decreto nº 17.328, de 2020: Sem restrição de horário
  • Atividades autorizadas em funcionamento no interior de shopping center, galerias de loja e centros de comércio: Deverão ser observados os horários de cada atividade
  • Nos estabelecimentos que possuem estacionamento internalizado é permitida a retirada no formato drive-thru: Sem restrição de horário

    Rua dos Caetés, no Centro, é um dos principais pontos de comércio de BH — Foto: Vagner Tolendato/TV Globo

    O que pode funcionar aos domingos?

    A regra de funcionamento aos domingos ficará mantida, estando autorizados a funcionar somente os segmentos do comércio varejista e atacadista de:

    • Supermercados, padarias, sacolões, lanchonetes, lojas de conveniência, açougues e similares só poderão abrir de segunda a sábado.

    • artigos farmacêuticos, com manipulação de fórmula;
    • artigos de ótica;
    • artigos médicos e ortopédicos;
    • combustíveis para veículos automotores;
    • comércio de medicamentos veterinários;
    • atividades de serviços e serviços de uso coletivo que não estão suspensos nos termos do Decreto nº 17.328, de 8 de abril de 2020;
    • serviços de alimentação (bares, restaurantes e similares), apenas para entrega em domicílio, nos termos do art. 3º do Decreto nº 17.328, de 2020;
    • retirada no formato drive-thru para os estabelecimentos que possuem estacionamento internalizado.
    • restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, pousadas e similares, para atendimento exclusivo aos hóspedes, nos termos do art. 4º do Decreto nº 17.328, de 2020;
    • atividades industriais.

     

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui