Funcionários da Caixa anunciam greve em todo o país a partir de terça-feira (27)

0
Servidores devem paralisar serviços por 24 horas em protesto a abertura de capital da Caixa Seguridade

Via O Povo Online 

Uma paralisação nacional de trabalhadores da Caixa Econômica Federal (CEF) está programada para esta terça-feira, 27 de abril (27/04). A decisão foi deliberada durante assembleia virtual ocorrida na última quinta-feira, 22.

Por 24 horas, todas as operações das agências brasileiras devem ser paralisadas. Funcionários trabalhando em casa, por home office, também estão sendo orientados a congelar suas atividades.

Apesar disso, o Sindicato dos Bancários explica que as operações feitas de forma virtual continuarão a funcionar, porém de forma reduzida, para atender às demandas relativas ao auxílio emergencial e outros serviços.

Os funcionários reivindicam o cancelamento da abertura de capital da Caixa Seguridade, marcada para a próxima quinta-feira, 29. A medida prevê a venda de 15% das ações de uma das repartições do banco estatal.

Uma denúncia foi protocolada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no último dia 20. “O que a gente reivindica é o fim da privatização aos pedaços da Caixa”, diz Dionísio Reis, funcionário da Caixa e diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

“Pedimos desculpas à população, no entanto, é melhor um dia não funcionando do que não funcionando sempre”, complementou.

A paralisação também solicita a contratação urgente de pessoas que passaram em concurso público promovido em 2014 e que não foram recrutadas pela empresa.

“No país inteiro, mais de 120 milhões de pessoas utilizaram a Caixa durante a pandemia para acessar o FGTS, o Bolsa Família e o auxílio emergencial. Falta empregados e o banco está recorrendo à Justiça para não contratar mais”, explica Dionísio.

Há, ainda, uma demanda por inclusão dos funcionários nos grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19. Segundo o sindicato, 20 trabalhadores do banco morreram em janeiro e fevereiro de 2021 — no ano passado inteiro, foram 18 óbitos em decorrência da doença.

Em nota, a Caixa declarou negociar permanentemente com as representações sindicais de seus trabalhadores. A empresa também assegurou que cliente do banco e beneficiários do auxílio emergencial “serão atendidos na rede de varejo da CAIXA ao longo desta semana”.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui