Vereadores abrem CPI para investigar “farra da diária” na Prefeitura de Angelândia

0
Vereadores encontraram irregularidades em diárias na prefeitura de Angelândia

Os vereadores da cidade de Angelândia aprovaram nesta segunda-feira (12/04) durante a seção ordinária a abertura de CPI para investigar o uso irregular de diárias do então Secretário municipal de Saúde, Sebastião Cássio de Azevedo.  

Segundo o requerimento dos vereadores, foi constatado irregularidades e um excesso de diárias para o funcionário, onde no portal da transparência mostra viagens e reuniões em entidades em que o funcionário não foi convidado e não esteve presente, porém foram feitos pagamentos como se houvesse participado.

Os pagamentos são autorizados pelo secretário de Finanças e também pelo prefeito municipal. 

A Câmara tem o prazo de 90 dias para averiguar as irregularidades, a investigação foi proposta pelos vereadores Marcos de João de Naia (AVANTE), Marcinho da Ambulância (PSC) e Élio de Nagib (PSC) e com oito votos a favor e nenhum contra foi aprovada a abertura da CPI. 

Segundo o portal da transparência o secretário além do salário fixo em torno de R$ 4 mil reais, recebeu de diárias e reembolsos cerca de R$ 57.872,01 reais, conforme detalhado abaixo:  

  • 2018: R$ 19.663,60
  • 2019: R$ 19.915,21
  • 2020: R$ 14.522,80
  • 2021: R$ 3.770,00 (3 meses)

Farra das Diárias

Em 2020, nosso portal mostrou o uso exagerado de diárias por parte também do prefeito municipal, Paulinho Pinheiro (PSDB), onde o prefeito recebeu R$ 173.243,54 reais em diárias durante seu mandato, sendo Angelândia uma cidade de pouco mais de 8 mil habitantes enquanto o prefeito de Capelinha, cidade vizinha, quatro vezes maior (37.856 habitantes) o prefeito gastou bem menos em diárias. veja aqui

A princípio a investigação será apenas ao uso de diárias do secretário de Saúde, mas não está descartada uma investigação a outros funcionários, conforme salientou os vereadores durante a seção ordinária.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui