Imunização: idosos com 64 anos recebem 2ª dose da vacina contra a Covid em Belo Horizonte

0
Fila para vacinação de idosos de 64 anos com 2ª dose da Coronavac, no posto Dom Orione, em BH. — Foto: Camila Falabela / TV Globo

Via G1 Minas Gerais

Idosos com 64 anos podem receber a segunda dose da vacina Coronavac, contra a Covid-19, a partir desta quinta-feira (20), em Belo Horizonte. A primeira dose foi aplicada a esta faixa etária no início de abril.

A prefeitura retomou a vacinação da segunda dose dos idosos, com atraso de duas semanas, depois que novas remessas de Coronavac foram entregues ao estado pelo Ministério da Saúde.

Os trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos também vão receber o reforço nesta sexta-feira (21).

Veja a escala da imunização nesta semana:

  • Terça-feira (18): segunda dose de Coronavac para idosos de 66 anos;
  • Quarta-feira (19): segunda dose de Coronavac para idosos de 65 anos;
  • Quinta-feira (20): segunda dose de Coronavac para idosos de 64 anos;
  • Sexta-feira (21): segunda dose de Coronavac para trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos.

O horário de funcionamento será das 7h30 às 16h30 para pontos fixos e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru. Veja os endereços dos locais de vacinação.

Para se vacinar, é necessário levar o documento de identidade, CPF e comprovante de residência, além do cartão de vacinação que conste a aplicação da primeira dose.

Lembrando que, se alguma pessoa de 65 anos ou mais ainda não tiver conseguido ir a um posto de vacinação para receber sua dose, pro qualquer motivo, ela pode – e deve – ir.

Segunda dose é essencial

Uma nova nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde orienta a população a tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 mesmo que a aplicação ocorra fora do prazo recomendado pelo laboratório.

“Essa é a orientação do Ministério da Saúde, que reforça a importância de se completar o esquema vacinal para assegurar a proteção adequada contra a doença”, diz a pasta, em nota.

O ministério também diz que é “improvável que intervalos aumentados entre as doses das vacinas ocasionem a redução na eficácia do esquema vacinal”.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui