Imunização: idosos com 65 anos recebem 2ª dose da vacina contra a Covid em Belo Horizonte

0
Nova remessa de Coronavac garantiu imunização dessa faixa etária, que aguardava ansiosamente há semanas

Via G1 Minas Gerais 

Idosos com 65 anos podem receber a segunda dose da vacina Coronavac, contra a Covid-19, a partir desta quarta-feira (19), em Belo Horizonte.

A prefeitura informou, na segunda-feira (17), que recebeu uma nova remessa dos imunizantes, com 65,2 mil doses, suficientes para aplicar a segunda dose em idosos de 65 e 66 anos, que estavam ansiosos para completar o esquema vacinal. Fazem parte dos grupos cerca de 49 mil pessoas.

Os idosos de 64 anos serão vacinados com a segunda dose nesta quinta-feira (20). Já os trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos vão receber o reforço na próxima sexta-feira (21).

A imunização nesta semana foi dividida em quatro dias:

  • Terça-feira (18): segunda dose de Coronavac exclusivamente para idosos de 66 anos;
  • Quarta-feira (19): segunda dose de Coronavac exclusivamente para idosos de 65 anos;
  • Quinta-feira (20): segunda dose de Coronavac exclusivamente para idosos de 64 anos;
  • Sexta-feira (21): segunda dose de Coronavac exclusivamente para trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos.

O horário de funcionamento será das 7h30 às 16h30 para pontos fixos e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru. Veja os endereços dos locais de vacinação.

Para se vacinar, é necessário levar o documento de identidade, CPF e comprovante de residência, além do cartão de vacinação que conste a aplicação da primeira dose.

Lembrando que a vacinação da segunda dose para idosos a partir de 67 anos já acontece desde a semana passada. Se alguma pessoa dessa faixa etária ainda não tiver conseguido ir a um posto de vacinação para receber sua dose, pro qualquer motivo, ela pode – e deve – ir.

Segunda dose é essencial

Uma nova nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde orienta a população a tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 mesmo que a aplicação ocorra fora do prazo recomendado pelo laboratório.

“Essa é a orientação do Ministério da Saúde, que reforça a importância de se completar o esquema vacinal para assegurar a proteção adequada contra a doença”, diz a pasta, em nota.

O ministério também diz que é “improvável que intervalos aumentados entre as doses das vacinas ocasionem a redução na eficácia do esquema vacinal”.

Idosos de 64 anos e trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos

A aplicação da segunda dose em idosos de 64 anos e trabalhadores da saúde de 43 a 49 anos foi anunciada nesta terça-feira (18) pela Prefeitura de Belo Horizonte, após a cidade receber uma nova remessa com 12 mil doses da Coronavac.

Somadas ao quantitativo remanescente de lotes anteriores, as unidades serão suficientes para concluir o esquema vacinal deste público, composto por cerca de 31 mil pessoas.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui