Imunização: pessoas com deficiência e trabalhadores da aviação podem se vacinar contra a Covid-19 em Belo Horizonte

0
Trabalhadores do transporte aeroviário, residentes em Belo Horizonte, já podem se vacinar (imagem ilustrativa)

Via G1 Minas Gerais

A partir desta quarta-feira (2), pessoas com deficiência e trabalhadores do transporte aeroviário podem se vacinar contra a Covid-19 em Belo Horizonte. Eles vão receber a primeira dose da AstraZeneca.

A expectativa é vacinar 20.522 professores do ensino fundamental, 1.381 trabalhadores do transporte aéreo, 4.823 pessoas com deficiência permanente, 2.296 professores do ensino médio e 12.514 do ensino superior.

A ampliação para os novos grupos começou nesta terça-feira (veja a escala abaixo), mas é importante destacar que qualquer grupo que já tenha sido autorizado a vacinar na capital e não tenha conseguido ir aos postos de vacinação, por qualquer motivo, pode e deve buscar a imunização. Ou seja, se algum trabalhador do ensino fundamental não tiver ido se vacinar nesta terça, por exemplo, ele pode ir, normalmente, nesta quarta ou nos próximos dias.

Veja a programação da semana:

  • Terça-feira, dia 1º: Trabalhadores do Ensino Fundamental com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Quarta-feira, dia 2: Pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais completos até 30 de junho e cadastradas no portal da Prefeitura até 23h59 do dia 30 de maio; trabalhadores do transporte aeroviário, residentes em Belo Horizonte, com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Quinta-feira, dia 3: Trabalhadores do Ensino Médio, profissionalizante e EJA com 18 anos ou mais completos até 30 de junho;
  • Sexta-feira, dia 4, e sábado, dia 5: Trabalhadores do Ensino Superior com 18 anos ou mais completos até 30 de junho.

Educação

Todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas dos ensinos Fundamental, Médio e Superior de Belo Horizonte serão contemplados. A vacinação para este público será em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura.

Quem for se vacinar, deve seguir as seguintes orientações:

  • Ser trabalhador da educação dos ensinos Fundamental, Médio e Superior em atividade em escolas públicas e privadas de Belo Horizonte;
  • Apresentar documento de identificação com foto;
  • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
  • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

O trabalhador precisa apresentar um documento que comprove a sua vinculação com estabelecimento de educação:

  • Comprovante de pagamento (contracheque) emitido nos últimos 3 meses; ou
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) com especificação da função; ou
  • Contrato de trabalho; ou
  • Declaração de vinculação ativa como trabalhador da educação emitida pelo estabelecimento de ensino.

Pessoas com deficiência permanente que não são beneficiárias do BPC

Em Belo Horizonte, 4.823 pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais se cadastraram para se vacinar. Os dados excluem duplicidade, erros de preenchimento e residentes de outros municípios.

Elas poderão se vacinar em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura.

Quem for se vacinar, deve seguir as seguintes orientações:

  • Ser pessoa com deficiência com 18 anos ou mais residente em Belo Horizonte;
  • Apresentar documento de identificação com foto;
  • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
  • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias;
  • Apresentar documento comprobatório a respeito da deficiência, conforme orientações a seguir:
  • Laudo médico que indique a deficiência; ou
  • Cartões de gratuidade no transporte público que indique condição de deficiência; ou
  • Documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; ou
  • Documento oficial de identidade com a indicação da deficiência; ou
  • Qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Trabalhadores do transporte aéreo

Os trabalhadores do transporte aéreo devem apresentar comprovante de residência, além de documento que comprove a situação de empregado de companhias aéreas nacionais. Já os demais deverão apresentar o credenciamento aeroportuário válido, conforme o Decreto 7.168/2010 e RBAC 107 da ANAC.

O grupo poderá se vacinar em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Os endereços estão disponíveis no portal da prefeitura.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui