Bares em Capelinha é interditados por descumprimento de regras; medidas de prevenção ao Covid-19

0
Fiscalização Municipal flagrou, e puniu, diversas irregularidades na cidade e na zona rural

Via Prefeitura de Capelinha 

No final de semana, o intenso trabalho da Fiscalização Municipal flagrou, e puniu, diversas irregularidades na cidade e na zona rural. Houve casos de bares interditados, em um deles havia cerca de 200 pessoas. Os fiscais da Prefeitura contaram com o costumeiro auxílio da Polícia Militar.

Em um dos estabelecimentos, cerca de 200 pessoas se aglomeravam e não usavam máscara.
– Novo Decreto Municipal proíbe as festas julinas para evitar o aumento de casos de coronavírus .
Alguns dos frequentadores do bar, ao voltar para Capelinha, perceberam a movimentação da polícia e da Fiscalização, e avisaram aos demais que ainda estavam no estabelecimento. Na estrada de acesso ao bar, foram notados vários carros voltando para Capelinha, “quase uma carreata”, nas palavras dos fiscais.
Ainda assim, foi possível flagrar e identificar parte dos aglomeradores, que serão acionados para prestar esclarecimentos, uma vez que infringiram as leis sanitárias para proteção à vida durante a pandemia. Estas pessoas correm o risco de responder processo administrativo e pagar multa que varia de R$ 142 a R$ 1.420 reais.
FESTAS JULINAS PROIBIDAS – Foi divulgado nas mídias sociais da Prefeitura no final de semana o Decreto 141- A, que trata da proibição das festas julinas. Neste frio, uma boa fogueira ao som de música caipira é realmente muito bom. Porém, o coronavírus também acha isso: ele “adora” esse tipo de evento, onde as pessoas ficam muito próximas, sem máscaras e sem utilizar álcool em gel. O resultado não é outro senão: o surgimento de novos casos de Covid-19 e o risco de mortes em decorrência da doença.
PERSEGUIÇÃO? NÃO, APENAS UMA FORMA DE TENTAR EVITAR UM COLAPSO NA SAÚDE – Ainda há pessoas que classificam as ações da Fiscalização Municipal como perseguição. Mas, o início da pandemia do coronavírus no Brasil é datado de março de 2020. E, de lá para cá, é impossível que ainda haja alguém que não saiba dos perigos desta doença mortal. Os leitos de UTI Covid de Enfermaria a cada dia recebem mais pacientes, e a única forma de conter o crescente aumento de casos, evitando assim um colapso na saúde, é a conscientização da população e a repressão ao descumprimento das leis sanitárias.
RECORRÊNCIA – Capelinhense, perceba que nos últimos finais de semana vários bares foram interditados, mesmo com toda a divulgação nas mídias da Prefeitura, na rádio, em motossom, na porta da Arrecadação e em lives do vice-prefeito Aléquison Gomes. E o mais triste a constatar é que, no próximo final de semana, ainda haverá estabelecimentos e populares nesta prática recorrente de ignorar os perigos da proliferação do coronavírus.
DENUNCIE – Você cidadã, você cidadão pode e deve denunciar quem descumpre a lei e coloca a vida dos outros em risco. O número da Fiscalização Municipal é o (33) 9 9196-7654.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui