Operação das Polícias Civil e Militar, prende Pai e filho suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver em Botumirim

0
De acordo com a polícia, um rapaz, de 24 anos, foi encontrado morto em uma propriedade que pertencente a um dos investigados – Foto: Ilustrativa 

Via G1 Grande Minas 

Pai e filho foram presos suspeitos de homicídio e ocultação de cadáver em Botumirim (MG). Os mandados de prisão temporária foram cumpridos nesta terça-feira (14) em uma operação realizada pelas Polícias Civil e Militar.

De acordo com a PCMG, um rapaz, de 24 anos, foi encontrado morto em uma propriedade que pertencente a um dos investigados. O caso começou a ser apurado após o pai do jovem comparecer à delegacia relatando que ele estava desaparecido há mais de 15 dias.

O homem contou à Polícia Civil que se ausentou para trabalhar na colheita de café e deixou o filho cuidando da casa e dos animais. Dias depois, recebeu uma ligação comunicando o sumiço dele.

“O próprio pai iniciou buscas pelo filho e sem sucesso procurou a Delegacia de Polícia. Ele informou que dois cachorros também haviam desaparecido, posteriormente, os animais foram encontrados mortos próximo da residência de um desafeto do seu filho, cerca de 100 metros”, informou a PCMG.

Os nomes dos presos não foram divulgados e o G1 não conseguiu localizar a defesa deles. Se algum advogado se manifestar, esta reportagem poderá ser atualizada.

No dia 16 de agosto, o corpo da vítima foi encontrado, dentro de uma cova rasa e coberto por alguns galhos. Na ocasião, o corpo foi encaminhado para o Posto Médico Legal em Montes Claros.

“Próximo ao local havia uma corda, uma pá e uma enxada, os dois últimos, teriam sido usados pelos investigados para ocultar o corpo.”

De acordo com a Polícia Civil, as investigações confirmaram que havia uma rixa entre os investigados e o rapaz assassinado.

“No último dia em que foi visto a vítima estava se deslocando para a casa de um dos investigados, para levar um cavalo. Ainda foi possível comprovar que os cachorros foram mortos para dificultar as buscas pelo corpo”, destacou a polícia.

Deixe um Comentário

Deixe um comentário
Digite seu nome aqui