Crítica: Encanto exalta cultura latina e frisa importância da família

0

Não é novidade para ninguém que a Disney não brinca em serviço quando o assunto é levar magia para quem assiste suas animações. O filme Encanto, que chegou aos cinemas nesta quinta-feira (25/11), tem uma pitada extra: além de exaltar a cultura latina, o longa frisa a união familiar e a importância de estar sempre ao lado – principalmente nas adversidades – de pessoas que você ama.

Logo no início do filme, um tema polêmico é abordado de forma simples e discreta. Após serem obrigados a deixar sua terra-natal, famílias colombianas encontram uma vela mágica, que transforma um terreno vazio em uma cidade mágica, especial e longe de todos os inimigos. Apesar de não ser citado abertamente, a peregrinação de crianças, adultos e idosos remete ao sofrimento constante de famílias que precisam migrar para outros países.


0

 

A família Madrigal, no entanto, é completamente diferente. Luísa, por exemplo, recebe da tal vela mágica o poder da força, enquanto Isabela é perfeita, e cria flores aonde passa. Mesmo com todos os dons que a magia oferta, isso não impede que os latinos tenham problemas comuns de todas as famílias.

Quando um infortúnio com Maribel abala a magia que protege a cidade, a falta de união entre os familiares acaba com a magia da vela. Os dons acabam, a cidade fica desprotegida, a casa mágica da família sofre rachaduras e por aí vai.

No fim das contas, Encanto representa da nova leva de filmes da Disney que tenta fugir do “tradicional”. A princesa não acaba com o príncipe, o filme não é passado em terras americanas e a cultura não é a típica de fast-foods dos Estados Unidos. Garantindo que esta crítica não haverá spoilers, um clichê se manteve: o filme acaba com uma grande lição de moral.

Cultura latina

Algo que é necessário frisar em Encanto é a força da cultura latina no filme. O longa é mais um passo da Disney na meta de fugir do ideal da princesa perfeita, que encontra o príncipe encantado e vive feliz para sempre. Neste caso, Maribel é uma princesa sem dons, completamente normal e, claro, latina!

Além disso, a música, dança, culinária e vestuário latino também são mostrados de forma muito clara no filme, causando até uma certa curiosidade: por que uma cultura tão bonita, tão rica e tão cheia de cores nunca foi abordada em produções da Disney, a maior produtora de longas de animação do mundo?

Por coincidência, a Netflix lançou um longa de animação que também remete aos coloridos da cultura latina. A Jornada de Vivo, que chegou ao streaming em 6 de agosto deste ano, conta a história de Vivo, um jupará apaixonado por música que parte de Havana para Miami com uma importante missão: entregar uma canção de amor a pedido de um grande amigo.

Avaliação: Ótimo

O post Crítica: Encanto exalta cultura latina e frisa importância da família apareceu primeiro em Metrópoles.