Segurança da campanha de Bolsonaro é nomeado como 02 da Abin

0

O delegado da Polícia Federal Carlos Afonso Gonçalves Gomes Coelho foi nomeado, nesta quinta-feira (25/11), como diretor adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

O policial, que agora ocupa a segunda posição na hierarquia da agência, atuou na segurança do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a campanha de 2018. Ele vai substituir o também delegado Frank Márcio Oliveira.

Coelho exercia cargo de confiança na Abin. Ele era secretário de Planejamento e Gestão, uma espécie de braço direito do diretor-geral Alexandre Ramagem.  Os dois foram assessores especiais na Secretaria de Governo.

Outra delegada da confiança de Ramagem com passagem no órgão foi Simone Silva dos Santos Guerra. Ele a escolheu como assessora de Assuntos Internacionais na Abin em agosto de 2019. A policial, no entanto, não completou um ano na agência. Em junho, retornou à PF.

As informações aparecem publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (25/11).

DOU
Publicação no DOU

Assim como Ramagem, Simone tem experiência com segurança pessoal de autoridades, tendo trabalhado na área na PF e como coordenadora de segurança do Conselho Nacional de Justiça. Em 2018, era a responsável por chefiar cerca de 280 policiais envolvidos na Operação Presidenciáveis. Cuidou da segurança de seis candidatos, entre eles Bolsonaro, que sofreu um atentado e passou a ser protegido pela equipe de Ramagem.

Também na Abin estão outros dois agentes que trabalhavam no núcleo que socorreu Bolsonaro na facada em Juiz de Fora (MG). São eles: Marcelo Araújo Bormevet, Flávio Antônio Gomes e Felipe Arlotta Freitas.

Outros dois ex-guarda-costas de Bolsonaro ganharam cargos de confiança no governo. O papiloscopista João Paulo Dondelli, requisitado para a Presidência, e o agente Danilo César Campetti.

O post Segurança da campanha de Bolsonaro é nomeado como 02 da Abin apareceu primeiro em Metrópoles.