Cadete da PMDF preso por furto responde por assédio: “Constrangimento”

0

O cadete da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) preso, nesse sábado (8/1), após furtar mercadorias no Atacadão Dia a Dia, em Taguatinga Sul, responde a processo por assédio. A coluna apurou que Claudeci Gomes Marinho teria enviado mensagens para uma mulher chamando-a para transar. O caso foi registrado em agosto de 2020 na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam).

A vítima, de 20 anos, detalhou que a mãe presta serviços de tingimento de farda para policiais militares do Distrito Federal. A jovem explicou que ela é quem faz as entregas dos uniformes.


0

Em uma dessas entregas, a vítima foi até a Academia de Polícia Militar do Distrito Federal, onde pediu informação ao cadete Claudeci Gomes Marinho, o qual estava acompanhado de outro policial.

A mulher detalhou que o fato se deu em 6 de agosto de 2020. Após a entrega, Claudeci teria entrado em contato com a vítima, via WhatsApp, no número funcional utilizado pela empresa da família.

Nas mensagens, o PM perguntava se ela queria transar com ele, o que, segundo a jovem, “causou profundo constrangimento”. A vítima respondeu que o contato deles era meramente profissional. Ainda assim, o militar teria continuado a mandar mensagens para ela, perturbando a tranquilidade.

Em depoimento à Deam, o cadete confessou que convidou a jovem para transar e acrescentou que ela não aceitou. Afirmou que pediu perdão e que a vítima informou que não prestaria mais serviço para ele.

Além da Polícia Civil, o fato foi comunicado a uma capitã lotada na Academia de Polícia Militar.

Furto

Segundo testemunhas, o militar usava o fundo falso de um objeto para passar outros itens pelo caixa sem ser percebido e para não precisar pagar pelas compras.

Ao perceberem a situação, seguranças do atacadão acionaram a PM, que compareceu ao estabelecimento e prendeu o cadete em flagrante.

Ele foi encaminhado para a 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), autuado por furto em comércio e liberado após pagar R$ 1,1 mil de fiança.

O post Cadete da PMDF preso por furto responde por assédio: “Constrangimento” apareceu primeiro em Metrópoles.