Eduardo Taddeo, ex-membro do grupo Facção Central, se torna advogado

0

Considerado um dos nomes mais influentes do rap nacional, Eduardo Taddeo usou as redes sociais para compartilhar uma novidade: além de rapper, agora também ele também é advogado, tendo passado no último exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Sempre afirmei nos meus raps e palestras que as pessoas da periferia não são limitadas apenas as conquistas na música ou no esporte. A nossa única diferença para a playboyzada é que eles herdam as facilidades e nós a fome e os tiros da polícia”, escreveu o rapper na publicação em que compartilhou a aprovação no exame.

Ao lado de Dum-Dum e Eric 12, Eduardo Taddeo sempre trazia reflexões sobre problemas como a desigualdade social, crime e violência policial nas letras agressivas e diretas do Facção Central. Em 2001, no álbum A Marcha Fúnebre Prossegue, o rapper parecia fazer uma previsão sobre seu próprio futuro: “O sistema tem que chorar vendo a sua formatura”.

Na publicação compartilhada no Instagram nesta quarta-feira (12/1), Eduardo afirma ter conseguido tornar esse pensamento uma realidade. “Hoje comprovei na prática que esse pensamento que tanto defendi e defendo não é teoria ou falácia, e sim a mais pura verdade. Depois de 5 anos de um intenso e tenso curso de direito, fui aprovado no exame da OAB. Para desespero do sistema, o filho da pedinte lá do cortiço do centro de São Paulo, além de rapper, agora é Doutor!”, finaliza o agora advogado.

Eduardo Taddeo deixou o Facção Central em 2013, onde era vocalista e principal compositor das músicas, para seguir carreira solo. O rapper lançou um disco com a mesma linha contestadora no ano seguinte, em 2014. Além disso, o artista passou a palestrar em diversos locais do país.

 

O post Eduardo Taddeo, ex-membro do grupo Facção Central, se torna advogado apareceu primeiro em Metrópoles.