Garnero rebate ex: “Irresponsabilidade transformar caso em reality”

0

Mais um capítulo envolvendo o processo de Cristiana Arcangeli contra seu ex-namorado, Alvaro Garnero. O empresário enviou à coluna áudios e mensagens da CEO da Beauty’in, que comprovariam que Arcangeli negociou diretamente com Hélio Caxias Ribeiro Filho, titular das empresas Híbridos e Meu Pé de Bitcoin. Segundo Garnero, as mensagens demonstram que a empresária tinha contato direto com Hélio. Além disso, por meio de nota, a defesa de Alvaro Garnero afirma que Arcangeli tenta transformar o caso em um reality show para julgamento público: “É ‘irresponsabilidade’ transformar um caso tão grave em reality show para julgamento público”, diz o comunicado.

Num dos prints aos quais a coluna LeoDias teve acesso, Cris Arcangeli cobra Hélio sobre a papelada referente à transação com bitcoins. “Hélio não recebi o contrato. Pode mandar segunda?”, questiona a empresária. “Opa vou cobrar o advogado e te entrego”, responde o líder da Híbridos e da Meu Pé de Bitcoin. Cris agradece, e Hélio se despede em tom otimista: “Show! Vamos que vamos rumo aos bilhões”.


0

Em outra mensagem, Arcangeli teria detalhado como o investimento em criptoativos aconteceria: “Olá, Hélio! Desculpe a demora para te mandar o resumo de nosso acordo, mas fiquei meio corrida essas semanas. Vamos lá, combinamos contrato de 12 meses/ Ganho em moeda Bitcoin/ Pagamento a cada 3 meses/ 5 Bitcoin por trimestre/ Perda máxima (de) 4%. Investimento inicial 200k USD (200 mil dólares) (…)”, pontua a empresária. 

Em áudios trocados com Garnero, Cris detalha que iria transferir a quantia para que o ex-namorado negociasse a compra das criptomoedas: “Eu transfiro pra você, você compra os bitcoins, dá pra ele. E aí, eu já tenho um contrato com ele, aí ele vai me pagando todo mês. Aí você não precisa ficar nesse circuito”, diz. 

Em outro áudio, Arcangeli pede informações necessárias para fazer a transferência e, assim, começar o investimento: “Ele (Hélio) me mandou o contrato, preciso das informações de transferência para poder fazer a transferência para comprar, entendeu? Não sei se vou transferir para você, não entendi muito como é que eu vou fazer isso. É, vou assinar o contrato, mas transfiro o dinheiro pra você, você transfere pra ele, não sei muito bem como é que vai funcionar essa história”. 

Arcangeli debate uma forma de conseguir ganhar acima dos 10% de juros em outro áudio ao qual a coluna teve acesso. Os ganhos estimados nestes percentuais faziam parte do “contrato de integralização”, como revelado nos autos do processo aos quais a coluna teve acesso no último sábado (22/1). “Nós mortais temos que comprar esse négocio e sentar em cima. Pra ele (Hélio Ribeiro, dono das empresas Híbridos e Meu Pé de Bitcoin), sobe pra 20% (preço do Bitcoin), cai pra 17% ele compra, ele fica “tradando” (processo de venda em especulação de ativos feito por ‘Traders’) que nem o pessoal faz com bolsa de valores com ações. Mas isso é pra quem é do mercado, pra quem fica o dia todo sentado na tela do computador, se a gente for se meter a fazer isso, a gente vai perder dinheiro. Só esses caras sabem fazer isso, até porque eles não fazem outra coisa. (…) Esses 10% (de juros que seriam pagos mensalmente) vêm dessa especulação que ele faz, por isso que ele dá essa rentabilidade maluca. A moeda (Bitcoin) tá dando muita rentabilidade pra quem especula. Mas olha, tá dando muito dinheiro pra quem senta em cima e espera, porque ela tá subindo muito. E vai continuar subindo. Mas o que a gente tá tentando costurar, é um jeito da gente conseguir morder um pouquinho nas duas pontas. Os 10%, apesar de ser muito, a subida dele tem sido muito maior no final das contas e ele tá ficando com o valor da rentabilidade da subida dessa moeda, sozinho. O que não é muito justo, afinal de contas, o capital de giro investido é seu. (…)”, detalhou a empresária.

No domingo (23/01), a coluna LeoDias publicou uma entrevista com a empresária, na qual Cris Arcangeli alega que o ex-namorado até hoje está em posse de seu dinheiro, algo em torno de 300 mil dólares, que equivalem a mais de 1,6 milhões de reais na cotação atual. “É só ler o processo, as provas estão todas lá. Meu dinheiro sempre esteve e está com ele. Ele nunca conseguiu provas que repassou para outra pessoa”, alegou.

Em nota, a defesa de Alvaro afirma que Arcangeli tenta transformar o caso em um reality show para julgamento público: “É ‘irresponsabilidade’ transformar um caso tão grave em reality show para julgamento público”.

Leia a íntegra da nota da defesa de Alvaro Garnero:

“Nelson Wilians, advogado do empresário Álvaro Garnero, ressalta que é ‘irresponsabilidade’ transformar um caso tão grave em reality show para julgamento público. Há processos em andamento. O caso está na Justiça, onde Álvaro Garnero terá tempo e oportunidade de provar que foi também vítima. Ele é tão lesado quanto todos e assegura que a luta por Justiça é dele também”.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga @leodias no Instagram.

Agora também estamos no Telegram! Clique aqui e receba todas as notícias e conteúdos exclusivos em primeira mão.

O post Garnero rebate ex: “Irresponsabilidade transformar caso em reality” apareceu primeiro em Metrópoles.