Saiba quais são as melhores criptomoedas para investir em 2022

0

Depois de um 2021 repleto de oscilação e correções, mas de muito otimismo e valorização, chega um novo ano com os investidores de olhos atentos nos criptoativos. Mas a pergunta que não quer calar é se essa valorização continuará nos próximos meses?

Especialistas da área financeira já publicaram inúmeras teorias prevendo o que vem pela frente, com base nas tendências, mas o que tem chamado a atenção em todas as análises é que outras moedas digitais, aquelas menos conhecidas, devem ganhar mais espaço no mercado.

Isso se explica, em partes, pelo próprio Bitcoin, a criptomoeda mais famosa do mundo. Enquanto muitos acreditavam que o ativo pudesse chegar a US$ 100 mil ainda em 2021 – o que não ocorreu, atingindo a marca máxima de US$ 69 mil -, o ano começa com a moeda sendo negociada a menos de US$ 50 mil. Ainda assim, a expectativa é de valorização. Porém, ela deve competir de forma ainda mais acirrada com outros nomes no mercado. 

Com isso, os investidores passam a perguntar quais as melhores criptomoedas para investir em 2022? Muitos novos criptoativos começam a ganhar destaque e têm chamado a atenção.

Confira os cinco principais criptoativos segundo análises da Crypto PR, plataforma especializada em criptomoedas:

  1. Lucky Block
  2. Algorand
  3. Ethereum
  4. Solana
  5. Polkadot

Como é possível perceber, o mercado dos criptoativos vai muito além do Bitcoin, principalmente neste novo ano que se inicia! E essas opções citadas acima devem ganhar ainda mais força em 2022. 

Ficou interessado? Saiba mais sobre cada ativo:

Lucky Block (LBLOCK)

Esqueça de vez o Bitcoin, porque o LuckyBlock é a promessa do ano. Aproveitando o salto dos jogos de azar e loterias nos últimos tempos – com o avanço da tecnologia e as plataformas on-line -, surgiu o projeto Lucky Block. Ele prevê uma loteria mundial onde os jogadores usam protocolos blockchain.

Os tokens LBLOCK permitem que os investidores comprem bilhetes para sorteios de loterias diariamente. Ao promover os sorteios, o ativo fará a distribuição de ‘jackpots’ e prêmios de forma completamente transparente.

Para executar os sorteios, a plataforma – que roda na Binance Smart Chain – escolhe os vencedores a partir de um gerador de números aleatórios. Mas a parte mais bacana de tudo é que 70% do fundo de loteria diário vai para os vencedores, 10% voltam para os detentores de tokens, 10% para a caridade e outros 10% voltam para o próprio LuckyBlock (para marketing).

Além disso, é uma cripto bastante interessante para investir, pois quem possui concede aos detentores uma participação na loteria LuckyBlock.

O grupo de Telegram do Lucky Block já conta com mais de 15 mil usuários, que estão à espera do lançamento oficial da moeda.

De acordo com cálculos, os detentores podem esperar um dividendo anual de cerca de 25%. 

Investir em Lucky Block

Algorand (ALGO)

Uma criptomoeda que oferece vantagens competitivas claras entre os maiores criptoativos do mundo. Nomeada como a “moeda do metaverso”, foi criada para acelerar e melhorar a eficiência com relação às transações (bastante demoradas, diga-se de passagem) do Bitcoin e outros blockchains.

Em resumo, o projeto suporta uma ampla gama de aplicativos e procura melhorar a descentralização, a expansibilidade e a segurança. Lançado em 2019, oferece suporte às empresas existentes e novos projetos para operar globalmente na economia descentralizada. 

A Algorand é projetada para que haja taxas muito baixas de transação, e também não precisa de mineração (como o Bitcoin), por ser baseada em um protocolo blockchain puramente “proof of stake” sem permissão.

O ativo pode ser comprado nas seguintes corretoras: Coinbase, Binance, OKEx, Kraken e Huobi.

Investir em Algorand

Ethereum (ETH)

Depois do Bitcoin, a Ethereum é a maior e mais conhecida criptomoeda do mundo, e muitos especialistas acreditam na expansão e valorização dela em 2022. Criada para descentralizar ativos e ser mais rápida que o Bitcoin, por meio da ETH é possível “tokenizar” ativos físicos, como uma casa ou uma obra de arte.

Por se tratar de uma tecnologia baseada no blockchain, a plataforma permite a troca de informações entre duas partes sem precisar de uma entidade central. Assim, é possível eliminar pontos de vulnerabilidade nas transações.

E, sim, a moeda digital oferece um alto nível de segurança. A versão mais recente está disponível no mercado há mais de 5 anos, e nunca passou por fraudes, interferência de terceiros, censura e tempo de inatividade. Acredite se quiser! Uma plataforma extremamente segura e que protege os dados com criptografia.

Outro diferencial é que o ETH é um sistema totalmente programável. Assim, os desenvolvedores podem usá-lo para criar aplicativos descentralizados que incluem serviços financeiros, jogos, contratos inteligentes e outros.

Investir em Ethereum

Solana (SOL)

Entre as criptomoedas “top 5” está a Solana. Ela integra a categoria de moedas conhecidas como “Ethereum killers”, ou seja, ativos semelhantes ao projeto Ethereum, mas que podem se beneficiar pelas beiradas da capitalização. Interessante, não é mesmo?

Para explicar melhor, essa cripto é focada em soluções de segunda camada, ou seja, uma estrutura criada em cima de um sistema de blockchain para aumentar a velocidade de transações e resolver as dificuldades de demanda de sistemas tecnológicos.

Executado pela Fundação Solana, sediada em Genebra, e com um blockchain construído por desenvolvedores do Solana Labs, San Francisco, o projeto estreou com uma oferta inicial de moedas (ICO) e arrecadou mais de US$ 25,6 milhões em março de 2020. Já em junho de 2021, Solana Labs levantou US$ 314 milhões para o desenvolvimento da rede. 

No mesmo ano, o protocolo chamou a atenção do mercado não apenas por causa da tecnologia, mas pelo desempenho impressionante do token SOL nativo – o que fez explodir o valor.

Um ponto interessante para quem quer investir na Solana, é que 0 valor disparou ao entrar no universo dos NFT (token não-fungíveis) e das DeFi (finanças descentralizadas). 

Como? Bom, foi feito o lançamento de Degenerate Ape Academy, coleção exclusiva de 10 mil imagens de macaco em cartoon, que se esgotou em apenas dez minutos. Todas as compras foram feitas com SOL, e foi aí que as pessoas notaram a agilidade da transação e os baixos custos de operação, o que resultou na valorização.

Investir em Solana

Polkadot (DOT)

Outro ativo interessante é a Polkadot, um protocolo de código aberto com uma arquitetura multicadeia. Ele facilita as transferências de cadeia cruzada não apenas de tokens, mas de quaisquer dados ou tipos de ativos. Isso faz com que seja possível conectar todas as blockchain, além de capturar parte do mercado da Ethereum.

É aí que vem a grande vantagem desse ativo: essa compatibilidade visa a criação de uma rede privada e totalmente descentralizada, controlada pelos usuários nas plataformas. Isso facilita a criação de novas instituições, aplicativos e serviços.

Em resumo, o que torna essa criptomoeda especial é que a plataforma pode processar facilmente várias transações em várias cadeias paralelamente, melhorando assim a escalabilidade.

A rede Polkadot é adaptável e flexível, e permite o compartilhamento de funcionalidades e informações entre os participantes de forma semelhante aos apps de um smartphone. 

Investir em Polkadot

E tem mais boas opções no mercado?

Existem outras criptomoedas que valem a pena serem acompanhadas. Afinal, a variedade é uma das coisas que mais chamam a atenção quando se fala em investir em criptoativos. Mas independentemente da valorização, a segurança é a palavra-chave na hora de fazer negócio. 

Por isso a importância de entender do mercado e saber quais as opções promissoras para o ano, garantindo mais ganhos do que perdas.

Confira outras cinco moedas para investir em 2022:

–  Zcash (ZEC): sinônimo de privacidade e segurança. O principal recurso que diferencia o Zcash de moedas como o Bitcoin ou o Litecoin (LTC) é o fato dele ter o recurso “transação protegida”. Isso indica que transações feitas por meio da Zcash podem não ser registradas no blockchain – com transações quase completamente anônimas.

Avalanche (AVAX): a Avalanche se destaca pela escalabilidade, velocidade e compatibilidade da rede blockchain. Em termos de escala, segundo os desenvolvedores da moeda, a rede consegue lidar com mais de 4,5 mil transações por segundo (TPS). Para comparar, Bitcoin e Ethereum podem lidar com 7 TPS e 13 TPS respectivamente. Além disso, a AVAX conclui as transações em menos de dois segundos, enquanto outras – como o Ethereum chega a levar cerca de seis minutos.

Axie Infinity (AXS) e Start Atlas DAO (POLIS): as criptomoedas de games. Os especialistas têm notado grande oportunidade nesse setor pelo interesse dos jovens pelos games, um dos grandes motivos da previsão de expansão em 2022. Nesse caso, mesmo se o mercado tiver correções, esse tipo de criptoativo deve continuar se valorizando pela forte adesão.

Elrond (EGLD): mais uma criptomoeda que está na corrida pela valorização. Essa blockchain oferece mais velocidade e menor custo para atrair investidores. A plataforma lançou a própria exchange descentralizada (DEX) e tem um fundo de US$ 15 milhões liderado pela Morningstar Ventures para investir em projetos que sejam criados no respectivo ecossistema. Com isso, deve vir com força nos próximos meses.

Polygon (MATIC): uma criptomoeda promissora que busca resolver o limite de processamento da rede Ethereum. Desse modo, os aplicativos descentralizados que utilizam essa solução conseguem taxas menores para transações. O token MATIC tem uma camada de segurança e de execução funcionando em paralelo, e uma alta tecnologia que garante tranquilidade nas transações. Além disso, recentemente a Polygon anunciou a queima de parte dos tokens recebidos como pagamento das taxas na rede. Com a redução na oferta é garantida a valorização no longo prazo.

O post Saiba quais são as melhores criptomoedas para investir em 2022 apareceu primeiro em Metrópoles.