Surto de gripe: veja quais são os 12 principais sintomas de H3N2

0

Nas últimas semanas, a transmissão do vírus H3N2, um tipo de influenza A, tem causado um surto de gripe em vários estados do Brasil. Os sinais da doença são semelhantes aos da Covid-19 e, por isso, é importante aprender como diferenciá-los.

Os sintomas de infecção pelo H3N2 costumam surgir entre 3 e 5 dias após o contato com o vírus, e a pessoa pode transmitir o vírus ainda durante esse período ou após o início dos sintomas. A indicação médica é de isolamento por no mínimo 3 dias após o início dos sinais da doença.

Os sintomas de H3N2 normalmente são mais intensos nas primeiras 48 horas, sendo os principais:

  1. Febre alta nos primeiros dias, acima de 38ºC;
  2. Dor de garganta;
  3. Tosse;
  4. Dor de cabeça;
  5. Dor no corpo, principalmente nas articulações;
  6. Espirros, coriza e nariz entupido, em alguns casos;
  7. Calafrios;
  8. Perda de apetite;
  9. Náuseas e vômitos;
  10. Mal-estar geral;
  11. Irritação nos olhos;
  12. Diarreia, principalmente em crianças.

Na suspeita de H3N2, é importante ficar em isolamento, repousar e beber bastante líquido durante o dia para evitar a transmissão do vírus para outras pessoas e favorecer a recuperação. Além disso, para aliviar os sintomas, pode ser também indicado o uso de medicamentos anti-inflamatórios ou analgésicos.

Como confirmar o diagnóstico

A confirmação do diagnóstico é feita principalmente por meio da avaliação dos sintomas, no entanto, em alguns casos, pode ser solicitado pelo médico a realização de testes específicos para diferenciar a infecção pelo H3N2 da infecção pelo SARS-CoV-2, que é o vírus responsável pela Covid-19.

O exame para confirmar o diagnóstico de H3N2 é feito a partir de uma amostra da nasofaringe, que é coletada com um swab. A partir dessa amostra, é possível realizar o teste para identificar anticorpos específicos contra o vírus H3N2, antígenos ou diferenciar o H3N2 e o H1N1, além de descartar a Covid-19.

De acordo com os sinais e sintomas apresentados pelo paciente, o médico pode recomendar a realização de um exame capaz de identificar diversos vírus respiratórios, o que é útil no diagnóstico diferencial da infecção por Influenza A e B, vírus sincicial respiratório, coronavírus, adenovírus, rinovírus, enterovírus, entre outros.


0

 

O que fazer em caso de suspeita

Em caso de suspeita de infecção pelo H3N2, é importante seguir as recomendações da Secretaria de Saúde local para evitar que as unidades de saúde fiquem muito cheias, o que poderia aumentar o risco de transmissão do vírus. Em alguns casos, pode ser indicada uma teleconsulta para avaliar os sinais e sintomas apresentados pela pessoa e verificar a necessidade de realizar teste de confirmação de infecção pelo H3N2.

Para prevenir a infecção pelo vírus e a sua transmissão, é também recomendado que seja feito o uso de máscaras faciais, que as mãos sejam desinfetadas e lavadas regularmente e que sejam evitados ambientes com muitas pessoas e com pouca circulação de ar, sendo importante manter o distanciamento social e evitar o compartilhamento de objetos de uso pessoal.

A vacinação contra a gripe também é uma forma de prevenir a ocorrência de H3N2, principalmente casos graves, que podem acontecer com maior facilidade em idosos, crianças e pessoas com comorbidade.

Com informações do portal Tua Saúde.

O post Surto de gripe: veja quais são os 12 principais sintomas de H3N2 apareceu primeiro em Metrópoles.