Confira 4 hábitos que aumentam a ansiedade e sugam a sua energia

0

O Brasil tem cerca de 18,6 milhões de pessoas com ansiedade, segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS). Especialistas consideram que esse número tenha aumentado durante a pandemia de Covid-19.

A psicóloga Mônica Machado, da Clínica Ame.C, de São Paulo, ensina que é importante reconhecer hábitos nocivos, que contribuem para a ansiedade, e fazer mudanças na rotina, de forma a diminuir os gatilhos emocionais.

“Se já não bastasse o mundo caótico nos deixando em constante estresse, ainda temos que lidar com nossos próprios desafios, como hábitos e comportamentos adquiridos ao longo da vida e que se internalizam, sendo que muitos deles nos impactam negativamente e nem percebemos. São práticas tão automáticas que já viram rotina, mas vão sugando nossa energia diariamente”, explica a especialista.

Ela lista quatro comportamentos que causam prejuízo na qualidade de vida, confira:

1 – Sabotar a hora de acordar

Você é do tipo de pessoa que ignora o despertador ou aposta em mil sonecas e acaba levantando atrasado? Segundo a psicóloga, o hábito pode criar um “modo automático” de procrastinação, já diminuindo as horas do dia para cumprir todas as tarefas. Assim, a jornada toda será uma correria.

O ideal é respeitar os horários e levantar na hora determinada. “Adotando isso como regra de vida, passamos a diminuir uma tendência de pensar excessivamente sobre cada detalhe, o que muitas vezes nos paralisa, e partir para a ação no momento em que ela nos chama, decisão que fará toda a diferença quando temos metas a cumprir”, ensina Machado.

2 – Agenda lotada, mas sem tempo para você

A psicóloga ensina que não adianta nada lotar todos os minutos do dia com atividades e esquecer de reservar um momento para cuidar de si mesmo. Ela explica que, assim, no fim do dia, a sensação é de vazio apesar de várias tarefas terem sido completadas.

“Bloquear momentos para nós e para nossas prioridades não é egoísmo, é oxigênio para nossa vida. Se cuidamos de nós, estamos mais potentes para cuidar dos outros. Nossos dias passam a ter mais significado e experimentamos a sensação de satisfação por estarmos caminhando rumo ao nosso objetivo, incluindo nós mesmos”, diz.

3 – Se comparar aos outros

O vício nas redes sociais e a facilidade de se comparar com um ideal que é transmitido por influenciadores é um hábito destrutivo, explica Machado. Ela lembra que a comparação e a cópia não são saudáveis, e o ideal mesmo é ser autêntico.

“Você nunca será uma melhor versão da pessoa que você copia. O que você faz e fala, o post que você publica, a roupa que você veste, tem que ter a sua cara. Sua força está na sua autenticidade”, afirma a psicóloga.


0

4 – Enxergar o copo meio vazio

Pensamentos negativos chamam outros pensamentos negativos, colocando o indivíduo em uma espiral que não é saudável. Machado conta que quando se define uma lente para enxergar o mundo, o cérebro começa a dar preferência para este tipo de visão. “Passamos a ver só o que é ruim e o que dá errado”, diz.

Ela afirma que, em contrapartida, enxergar o lado bom das coisas tem efeito poderoso para mudar esse mindset. “Um exercício fácil e poderoso para entrar nesse novo modo é praticar a gratidão. Você pode começar agradecendo diariamente por 3 coisas bacanas que aconteceram no seu dia”, aconselha.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Confira 4 hábitos que aumentam a ansiedade e sugam a sua energia apareceu primeiro em Metrópoles.