Doria diz que acordo do PSDB com o MDB é uma “tentativa de golpe”

0

O pré-candidato tucano à Presidência da República, João Doria, classificou como “tentativa de golpe” a pesquisa anunciada pelo PSDB em parceria com o MDB para testar os nomes dos partidos às urnas e definir qual será a chapa única da chamada “terceira via” ao Palácio do Planalto.

“Apesar de termos vencido legitimamente as prévias, as tentativas de golpe continuam acontecendo”, escreveu Doria em carta endereçada ao presidente do PSDB, Bruno Araújo.

Nesta semana, os caciques do MDB, PSDB e Cidadania se reuniram para discutir os critérios que serão levados em conta na hora de escolher o nome que tentará se viabilizar como alternativa às candidaturas de Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Um dos pontos acordados pelas siglas foi que a decisão será tomada com base no desempenho dos pré-candidatos em levantamento encomendado.

Doria reagiu e disse que as pesquisas que avaliam intenção de voto e rejeição o são “desculpas estapafúrdias” e que “as movimentações do presidente do partido [PSDB] criam insegurança jurídica”. O tucano defendeu que a “decisão da cúpula formada por 34 pessoas não pode se sobrepor à decisão democraticamente tomada” e que qualquer coisa diferente do resultado das prévias é “tapetão”.

Em reação ao ex-governador de São Paulo, o presidente tucano, Bruno Araújo, convocou uma reunião da Executiva Nacional do partido para discutir as reclamações. O encontro será realizado na próxima terça-feira (17/5) com as bancadas do PSDB na Câmara e no Senado. Os resultados da pesquisa solicitada pelas legendas será conhecido na quarta (18/5).

Veja a íntegra da carta de Doria:

Carta de João Doria Contra Pesquisa Encomendada Por PSDB e MDB by Metropoles on Scribd

O post Doria diz que acordo do PSDB com o MDB é uma “tentativa de golpe” apareceu primeiro em Metrópoles.