InvestSP também contratou firma de amigo de Doria para operar em Dubai

0

A Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade – Investe São Paulo (InvestSP) voltou a firmar contrato com a empresa de um amigo de João Doria sob investigação no Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo. A contratação, no valor de aproximadamente R$ 4 milhões e acertada em outubro do ano passado, também foi feita sem licitação.

O TCE apura desde 2020 por que a InvestSP não pesquisou preços antes de dispensar o processo de licitação para contratar a Central de Eventos Consultoria e Gestão Ltda, do empresário Marcos Arbaitman, para transportar a comissão de executivos que acompanhou o governo de São Paulo na viagem à China entre 2 e 11 de agosto de 2019.

Entre os dias 24 e 31 de outubro do ano passado, a Central de Eventos organizou toda a parte logística da missão empresarial que viajou junto com o governo estadual para a Expo Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Segundo pedido via Lei de Acesso à Informação feito pela coluna, o valor total do contratado foi de cerca de R$ 4 milhões.

A missão levou 44 empresários para Dubai. A InvestSP informou que cada viajante pagou 18 mil dólares pelo pacote e que o montante custeou parte do valor do contratado, “sendo o restante pago por patrocinadores privados”.

Ao responder o pedido de informação, a agência disse que coube a ela “apenas e tão somente o custeio da viagem dos seus funcionários e ações administrativas relativas ao seu escritório local”. Posteriormente, a InvestSP afirmou que o valor custeado por ela na missão para Dubai foi de R$ 1,4 milhão.

Não há nenhuma investigação no TCE relacionada à contratação da Central de Eventos para a viagem a Dubai. No caso da missão para a China, os técnicos do TCE afirmam que a contratação foi irregular devido às ausências da pesquisa prévia de preços e da apresentação das razões que levaram a agência a abrir mão do processo de licitação, entre outros motivos.

Arbaitman, o proprietário da empresa, mantém uma amizade de 44 anos com Doria, que era governador no período em que os contratos foram assinados. Procurado, Arbaitman não se manifestou sobre os questionamentos da coluna. A assessoria de Doria afirmou que a InvestSP enviaria as respostas às perguntas feitas pela coluna.

A InvestSP declarou que as missões no exterior trouxeram “investimentos de bilhões para o Estado de São Paulo”. Sobre a contratação da empresa Central de Eventos, a InvestSP diz que “seguiu seu regulamento, instrumento da agência para seleção e contratação de obras e serviços, compras e alienações, seguindo os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e eficiência” e que “consultas ao mercado demonstraram que o serviço de alta complexidade demandava a contratação de empresa de grande especialização”.

“O regulamento da InvestSP prevê, quando há a contratação de serviços no exterior, a dispensa de licitação”, disse a agência. Segundo a InvestSP, “despesas relativas aos empresários participantes nas missões foram efetivadas pelos próprios empresários”, enquanto “despesas de representantes do Estado foram realizadas diretamente pelo governo estadual, sem qualquer vínculo com esta agência”.

“Por fim, destaca-se que todas as contas da InvestSP são auditadas e submetidas ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo”, concluiu a agência.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

O post InvestSP também contratou firma de amigo de Doria para operar em Dubai apareceu primeiro em Metrópoles.