Macron diz que entrada da Ucrânia na União Europeia pode levar décadas

0

O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou, nesta segunda-feira (9/5), que o ingresso da Ucrânia na União Europeia irá demorar e pode lavar “décadas”.

Em discurso ao Parlamento Europeu, Macron elogiou o país.

“A Ucrânia pela sua luta e coragem já é um membro sincero da nossa Europa, da nossa família, da nossa união”, declarou.


0

Ele completou: “Todos sabemos perfeitamente que o processo para permitir a sua adesão levaria vários anos, provavelmente várias décadas.”

Macron sugeriu a criação de uma “comunidade europeia paralela” para países que aspiravam ingressar no bloco.

Esta “comunidade política europeia” estaria aberta a nações europeias democráticas que aderissem aos “valores centrais europeus” em áreas como cooperação política, segurança, cooperação em energia, transporte, investimento em infraestrutura ou circulação de pessoas, explicou o líder francês.

“A adesão não prejudicaria necessariamente a futura adesão à União Europeia. Tampouco estaria fechado para aqueles que o deixaram”, concluiu.

Antes da declaração de Macron, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que o principal órgão do bloco apresentará o parecer sobre a candidatura da Ucrânia em junho.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Macron diz que entrada da Ucrânia na União Europeia pode levar décadas apareceu primeiro em Metrópoles.