Xingados de filhos da puta, os Weintraub processam Eduardo Bolsonaro

0

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) está sendo processado, no Supremo Tribunal Federal (STF), por dois ex-aliados próximos, os irmãos Abraham e Weintraub, que tiveram cargos de destaque no governo federal, mas acabaram se afastando do bolsonarismo alegando que o movimento perdeu suas inspirações originais.

Os Weintraub acusam o filho 03 do presidente da República de injúria e difamação em queixa-crime protocolada no Supremo na última terça-feira (10/3). Para eles, Eduardo abusou da imunidade parlamentar e da liberdade de expressão ao chamar os dois de “filhos da puta” em postagem no Twitter no último dia 22 de abril.

As rusgas entre os Weintraub e os Bolsonaro já se arrastam há alguns meses, mas a treta que motivou a reclamação na Justiça começou por causa do perdão concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado à prisão pelo próprio STF por ameaçar seus ministros e pedir a decretação de medidas ditatoriais no país.

Também no Twitter, o ex-assessor palaciano Arthur Weintraub avaliou que os “precedentes jurídicos” criados pelo indulto poderiam futuramente beneficiar condenados em casos de corrupção ou lavagem de dinheiro.

Eduardo Bolsonaro reagiu com veemência: “A gente tá em guerra e o cara me falando em procedente, como se nunca um corrupto tivesse recebido um indulto e agora esse instrumento tenha sido utilizado para seu fim: um inocente. E quem fala são os irmãos que saíram do país para se livrar desta perseguição. São uns filhos de uma puta! Desculpa, mas não há outra palavra”, postou o parlamentar.

Para os irmãos, a conduta de Eduardo deve ser “prontamente coibida pelo Judiciário, uma vez que este os ofendeu com um ataque totalmente desproporcional e, principalmente, não provocado pelos querelantes”.

Os Weintraub alegam, na ação, que “são figuras conhecidas publicamente, possuem reputação ilibada, extensa vida acadêmica, são professores concursados da Universidade Federal de São Paulo, sendo certo que a reputação é um de seus maiores bens”.

“Cedo ou tarde irei te encontrar”

As palavras de Eduardo Bolsonaro já haviam motivado muitas reclamações do ex-ministro da Educação e pré-candidato ao governo de SP. No dia 24 de abril, Abraham Weintraub reagiu aos xingamentos do ex-aliado.

“Aguardo o Eduardo Bolsonaro me procurar, após ofender minha falecida mãe. Quer conversar em particular? Debater em publico? Falar pessoalmente? Cedo ou tarde irei te encontrar (isso não é ameaça de violência física) e você não vai gostar”, disse Weintraub.


0

O deputado federal Eduardo Bolsonaro ainda não se manifestou sobre a queixa-crime dos Weintraub.

O processo ainda não foi distribuído no STF e, portanto, não teve um ministro relator sorteado.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Xingados de filhos da puta, os Weintraub processam Eduardo Bolsonaro apareceu primeiro em Metrópoles.