CLDF barra PLs que tornam clubes de tiro como de “relevante interesse”

0

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) rejeitou, nessa segunda-feira (20/6), oito projetos de lei que reconheciam diversos clubes de tiros da capital como de “relevante interesse cultural, social e econômico do DF”. Todas as proposições foram apresentadas pelo deputado suplente Carlos Tabanez (MDB) enquanto exerceu mandato no lugar de Fernando Fernandes (Pros).

A relatoria das propostas foi de responsabilidade de Robério Negreiros (PSD). Durante a reunião, ele disse que não queria desmerecer as ideias do ex-deputado, mas que votaria conforme a orientação da assessoria da Casa. “A gente não pode também banalizar essa questão de interesse cultural, social. Por isso me sensibilizei muito com o trabalho da Casa”, disse.

Os projetos de lei rejeitados previam o reconhecimento do relevante interesse para o DF do Clube de Colecionadores e Atiradores e Instrutores de Tiro da Gestão Segurança Integrada; Clube de Tiro Centro-Oeste; Academia de Tiro Desportivo e Atividades de Condicionamento Físico Ceilândia; Fênix Clube de Tiro e Caça; Clube Olímpico de Tiro Esportivo de Brasília; Clube TJ Thirus; Tiro Forte Armas e; Associação Nacional do Movimento Pró-Armas.

Na justificação dos projetos, Tabanez argumentou que um clube de tiro “não é apenas um local de encontro de pessoas com foco em armas”, mas “espaço plural, aberto a todos os interessados, congregando pessoas de múltiplos segmentos”.

Os deputados da CAS, no entanto, acompanharam o relator e os projetos foram rejeitados por quatro votos e uma ausência.

O post CLDF barra PLs que tornam clubes de tiro como de “relevante interesse” apareceu primeiro em Metrópoles.