Ex-técnicos comprovam que o Flamengo é o maior adversário do Flamengo

0

Em apenas três dias, mais uma derrota do Flamengo para o Atlético  e os torcedores  se perguntam se essa crise terá fim. Neste início de semana, o português Paulo Sousa, depois de passagem frustrante pelo  Rubro-Negro, publicou uma nota em que, fingindo gratidão pela oportunidade de trabalhar no clube mais popular do Brasil, deu uma sutil alfinetada nos cartolas:

“Existem coisas e pessoas que não controlamos, que não conseguimos mostrar, convencer e fazer acreditar que existe um outro caminho. Para se querer verdadeiramente mudar e evoluir no sentido da dimensão do clube, é fundamental todos – sem exceção – rumarem com a mesma confiança e convicção no mesmo caminho”, disse.

Se você juntar a opinião de Paulo Sousa com a declaração de Domènec Torrent, demitido em novembro de 2020, verá que o problema do Flamengo é muito mais complexo.

“A sensação que eu tinha desde o início”- lamentou o espanhol, “era que, com a primeira partida que perdêssemos, estaríamos fora. Por quê? Pela sensação que eu tinha lá dentro. Nunca senti apoio de verdade. Os jogadores me apoiavam. Se quiser, podemos falar deles, das barbaridades que disseram, se estávamos zangados com um ou outro jogador, o que é mentira. Disseram muitas mentiras em dois meses”. 

Jorge Jesus, que ganhou quase tudo e até hoje deixa saudades, certa vez falou que “o maior adversário do Flamengo é o próprio Flamengo”. Que o diga Rogério Ceni, que nem é de ficar fazendo “mimimi”, mas – após ganhar o Carioca, o Brasileirão e a Supercopa – esperava que dirigentes e jogadores o defendessem publicamente quando começou a desmoronar.

Porque os atletas que comemoraram os três títulos conquistados sob seu comando não o apoiaram? Ou ao menos lamentaram sua saída?

Os problemas internos são gritantes. E, nesse caso, é até inevitável uma comparação com o Palmeiras, que mandou embora um monte de gente que ganhou a Libertadores. Os bons ficaram, é claro. É uma questão de gestão.

Já o Flamengo deixou o elenco envelhecer, e, o que é pior, não tem ninguém pra controlar o vestiário. Nada acontece por acaso.

O fato é que o Flamengo virou uma “panela”. E ninguém sabe se Dorival Jr terá a capacidade de contornar todos esses problemas. Provavelmente, não.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

O post Ex-técnicos comprovam que o Flamengo é o maior adversário do Flamengo apareceu primeiro em Metrópoles.